uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Abençoada escola

Crianças de São Domingos vão começar as aulas num equipamento a estrear

Após anos de promessas, a escola primária do populoso bairro de São Domingos, em Santarém, é uma realidade. A inauguração oficial foi no sábado. Mas as portas só abrem para os alunos quando houver professores.

Edição de 29.09.2004 | Sociedade
Muitas das cerca de 200 crianças que vão frequentar a escola básica do primeiro ciclo e o jardim-de-infância de São Domingos, em Santarém, aproveitaram a inauguração oficial daquele equipamento, no sábado, para conhecerem as instalações onde vão passar muito do seu tempo nos anos mais próximos. Foi uma espécie de ensaio geral, porque a nova escola não ficou imune às falhas no sistema de colocação de professores. E sem docentes não pode haver aulas, como se informava num aviso afixado na portaria. Mas quem esperou tanto tempo não se importará de aguardar mais uns dias. A construção da escola era ambicionada pelo povo e prometida pelos políticos há muitos anos. Não admira que no dia da sua inauguração o povo tenha saído à rua e que uma fanfarra e um rancho folclórico tenham dado um toque de festa ao evento. Com o sonho concretizado, foi também tempo de se agradecer a Deus e pedir-lhe a bênção para o novo equipamento. O padre Manuel Borges, a convite da câmara socialista, republicana e laica, pediu silêncio ao povo, rezou uma breve oração e recordou uma carta escrita ao cardeal Cerejeira, quando era criança, manifestando o seu sonho de entrar para o Seminário de Santarém. Depois abençoou a escola. Alguns autarcas, como o presidente da câmara, Rui Barreiro, benzeram-se sob o sol escaldante antes de se recolher a bandeira que cobria a lápide que vai fixar a data para a história.De fora da festa ficou o Governo da nação, que não recebeu convite para a cerimónia. O que não admira, aliás, tendo em conta que o equipamento não contou com qualquer comparticipação financeira da administração central. O presidente da câmara fez questão de sublinhar esse facto antes da visita às instalações e do beberete final, onde se cantou os parabéns e se trinchou um bolo rapidamente devorado.Rui Barreiro, que na hora do discurso teve junto a si os vereadores do PS e da CDU, lembrou a aposta do seu executivo na educação, que se traduziu, segundo afirmou, num investimento da ordem dos 5 milhões de euros. Refira-se que só a escola de São Domingos custou cerca de 1,6 milhões de euros, comparticipados em 65% por fundos comunitários.A escola de São Domingos é pouco menos que modelar e não lhe faltam “luxos” que vão deixar os alunos de outros estabelecimentos de ensino roídos de inveja. Possui seis salas para o primeiro ciclo - uma delas destinada a crianças com deficiência auditiva - e duas salas de jardim-de-infância. Mas é no exterior que se acentua a diferença. O recreio possui um parque infantil com material do melhor e um recinto polidesportivo com piso sintético onde no sábado já se jogou futebol. Do complexo consta ainda um refeitório, salas de estudo e para expressão plástica e mediateca.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...