uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Acabaram-se as paragens fixas

Novo regime para circulação de táxis no Entroncamento

Os taxistas do Entroncamento deixam de ter praça fixa e podem angariar clientes em qualquer ponto da cidade. O novo regulamento foi aprovado sábado pela assembleia municipal.

Edição de 29.09.2004 | Sociedade
O novo regulamento das praças de táxis do Entroncamento foi aprovado sábado pela assembleia municipal. O regime fixo que estava em vigor vai passar para um sistema de acesso condicionado. O que permite a extinção da praça de dois lugares existente na Rua Fernando Pessoa. Uma praça criada à medida para o licenciamento de mais dois taxistas na cidade, mas que na prática nunca funcionou como tal. Esse lugar para carros de aluguer, situado junto às escolas, não tinha sinalização horizontal nem telefone. O vereador responsável pela elaboração do regulamento, Eduardo Fanha (PS), reconhece que esta é “uma praça artificial”. “Se alguém quiser um táxi tem que ligar para a praça da Estação da CP”, acrescentou. Agora os taxistas podem circular pela cidade. Apanhar passageiros em qualquer lugar e não estão obrigados a ficar estacionados na praça para a qual foram licenciados. Assim o mais certo é os dois taxistas, que já tinham pouco trabalho na praça da Rua Fernando Pessoa, passem a usar a da Rua Latino Coelho (junta à estação dos comboios). Neste cenário existem 17 taxistas para 15 lugares. O sistema que agora entra em vigor permite também aos taxistas com alvará estacionarem nas zonas de maior tráfego de peões (centro de saúde, escolas, zonas comerciais etc…) para receberem clientes. Apesar de não haver nenhuma praça nesses locais. Segundo o vereador João Fanha, cabe à autarquia licenciar os profissionais de táxi no concelho e definir o número de carros de aluguer necessário. Reconhecendo que o objectivo do novo regulamento é o de criar uma maior flexibilidade e melhorar o serviço às pessoas, admitiu também que esta foi a forma encontrada para resolver a situação dos dois taxistas da praça da Rua Fernando Pessoa.“Podíamos, por outro lado, aumentar o número de lugares da praça da estação de 15 para 17. Mas isso não era possível porque não existem condições físicas para tal”, acrescentou o autarca. Na votação do regulamento o PSD esteve contra. A deputada Isilda Aguincha justificou que o regulamento enferma de questões “menos claras”. João Lérias justificou o voto do PS dizendo que o regulamento até agora em vigor tinha 50 anos. CDU e Bloco de Esquerda também votaram favoravelmente no pressuposto de que o novo sistema defende o interesse colectivo e beneficia a população.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...