uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Viajar de comboio será mais seguro

Edição de 29.09.2004 | Sociedade
Os comboios e as estações das linhas de Azambuja, Sintra e Cascais vão ter um sistema de vídeo- vigilância até ao final do próximo ano, num investimento de 4,7 milhões de euros.O sistema, composto por 16 câmaras visíveis e algumas dissimuladas, será instalado em 90 comboios da CP - Caminhos de Ferro Portugueses até ao fim de 2005. Até ao final deste ano, 20 comboios ficarão apetrechados com a vídeo-vigilância, adiantou Rui Lucena, responsável da Unidade de Suburbanos da Grande Lisboa (USGL).Além do interior das carruagens, o sistema vai ser instalado nas principais estações na Linha da Azambuja e em todas as estações das linhas de Sintra e Cascais. A vídeo-vigilância, composta pelas câmaras, gravador digital de imagens e um monitor na cabina de condução, é uma das iniciativas da CP de prevenção à segurança dos utentes e permite ao maquinista acompanhar o que se passa no interior do comboio.O anúncio foi feito durante uma visita do ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, António Mexia, ao centro de vídeo-vigilância, na estação ferroviária de Campolide.O ministro salientou que a medida é “fundamental” e permite que as pessoas se sintam mais seguras. O governante sustentou que quando se verificou a instalação de câmaras em certos locais, como estações de serviço, “houve uma melhoria da segurança”.Para Rui Lucena, da CP, a vídeo-vigilância vai funcionar como uma medida de prevenção. “Este sistema é altamente inibidor de fenómenos como assaltos e vandalismo”, afirmou.Sempre que se verifique uma situação anómala, o ecrã da cabine do maquinista assinalará automaticamente a ocorrência. Os incidentes são gravados com uma definição superior e devidamente assinalados nos discos. As imagens não podem ser alteradas.De acordo com Rui Lucena, a CP tem registado um “decréscimo significativo e contínuo” do número de ocorrências, devido ao maior policiamento e segurança privada nas estações e comboios e à vídeo- vigilância que já está a funcionar em algumas unidades das linhas de Sintra e Cascais.A CP vai ainda criar centrais de segurança para cada uma das linhas, que permitirão monitorizar centralmente todas as estações e receber as imagens do interior dos comboios.“Com a colaboração das forças de segurança será possível uma actuação mais rápida e concertada sobre os actos anti-sociais e/ou incidentes”, conclui a empresa.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...