uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Hélder Tomás, 31 anos, Vialonga

CROMOS DA BOLA

Aos 31 anos, Hélder Tomás tem uma carreira longa passada em vários clubes de terceira divisão e 2.ª B. Começou nas camadas jovens do Sporting e passou pelo Olivais e Moscavide, Olivais, Odivelas, Fafe, Portosantense e Santana, jogando agora no Vialonga, apesar de viver em Loures. Sendo já um veterano, mantém as qualidades técnicas e é um quebra-cabeças para os adversários.

Edição de 01.12.2004 | Desporto
Já festejou algum golo de maneira mais exuberante?Normalmente festejo da mesma maneira. Levanto os braços e festejo com os colegas e público. Nunca fiz um número especial.O que lhe ficou mais marcado na memória desde que joga futebol sénior?As subidas de divisão são sempre situações marcantes, como já me aconteceu quando jogava nos Olivais e no Fafe. Mas também já aconteceram descidas.Os jogadores lançam-se para o solo ao primeiro contacto do adversário?Penso que não. E aqui na casa do Vialonga até nem dá muito para nos atirarmos ao chão porque o campo é pelado. Já disse alguma coisa feia ao árbitro?Não é que às vezes não tenha vontade de o fazer mas nunca tive dessas reacções. Quando acontece alguma coisa temos que nos conter para não prejudicar a equipa. E o contrário já aconteceu?Por acaso já me aconteceu uma coisa engraçada, e não um insulto. Tenho uma tatuagem e estava desorientado com a partida. Ele disse que eu tinha uma aranha a subir pela perna. Só depois me lembrei que tinha a tatuagem. Se há confusão entre jogadores, mete-se ao barulho ou ajuda a acalmar?Tento sempre acalmar o ambiente até porque isso me compete como sub-capitão da equipa e tenho que zelar pelos nossos jogadores.Há muita superstição quando se escolhem os números das camisolas?Há de tudo. Uns que querem ficar com determinados números e outro que não se importam. Eu escolhi o número 30 porque tinha essa idade e achei engraçado, mas agora já fiz 31.Qual é a melhor maneira de perder tempo quando se está em vantagem?Pode-se retardar os lances de bola parada, na marcação de faltas, lançamentos, chegar com a bola à frente e o árbitro dizer que é mais atrás. Há mil e uma maneiras de fazer isso. Mandar para o chão é que não convém porque depois tem que sair do terreno de jogo e é menos um na equipa.Que comida nunca deve entrar no estômago antes de um jogo?Fritos: batatas fritas, ovos, etc. São comidas com óleos e molhos que trabalham no organismo e podemos vir a ressentir-nos. Por isso é que costumamos fazer uma refeição ligeira à base de grelhados.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...