uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Vedior tem soluções para empresas e candidatos

Abriu em Santarém delegação da maior empresa mundial de recursos humanos
Edição de 01.12.2004 | Economia
A Vedior PsicoEmprego quer ser um veículo dinamizador de emprego. Recentemente instalada em Santarém, a empresa de recursos humanos especializada no trabalho temporário e prestação de serviços está apta a colocar profissionais de habilitações distintas dando resposta às necessidades das empresas. Ao mesmo tempo, responde à procura de emprego dos candidatos. A aposta na abertura de uma delegação em Santarém decorreu, segundo o director da delegação, Nuno Matos, por se constatar que a região está em crescimento. No espaço de uma semana receberam mais de 250 currículos.“Preenchemos um hiato que havia entre Leiria e o Carregado, delegação da qual também sou responsável, dando resposta a um mercado que vai de Tomar a Benavente, passando por Azambuja e até algumas áreas do distrito de Portalegre”, esclareceu a O MIRANTE.A delegação de Santarém da Vedior PsicoEmprego tem como áreas privilegiadas o trabalho temporário e a prestação de serviços (outsorcing). O trabalho temporário funciona entre a empresa que contrata a Vedior, o candidato e a própria Vedior.“Existe a possibilidade de fazer 365 contratos num ano, um por cada dia”. Desse modo, a Vedior consegue dar resposta às necessidades das empresas que pretendem recrutar trabalhadores em picos de actividade, períodos sazonais, por baixas laborais, entre outras razões.É objectivo da Vedior trabalhar com as empresas de referência na região, como a Mitsubishi, Compal, Renova, Unicer, a indústria de curtumes de Alcanena, as empresas de logística da zona de Azambuja e Cartaxo, que têm aquele género de planos.Os encargos com o trabalhador, ordenados e prestações sociais ficam a cargo da Vedior, que recebe da empresa uma margem de cerca de dez por cento em função do ordenado praticado.Apesar de dar respostas às solicitações de grandes empresas, a Vedior não esquece as pequenas e médias. “Possuímos o know-how de recrutamento e podemos identificar as necessidades que o empresário pode não detectar de imediato para levar avante os seus planos”, refere Nuno Matos.Na área da prestação de serviços, a Vedior estabelece um contrato comercial com a empresa, de que são exemplos os trabalhos em hospitais, empresas de logística, grandes unidades fabris, consoante o número de trabalhadores e funções pretendidas. A Vedior só tem que verificar dentro da sua base de dados os perfis mais adequados dos candidatos e indicá-los à empresa cliente.A Vedior dispõe de uma série de ofertas de trabalho em áreas tão distintas como administrativos, electricistas, empilhadores, impressores de off-set, entre outros. A empresa de recursos humanos está ainda habilitada a fazer o chamado outplacement, colocando no mercado os trabalhadores de uma empresa que queira reduzir efectivos, como aconteceu com os trabalhadores da Bombardier.A Vedior é uma multinacional holandesa, sendo a maior empresa mundial de recursos humanos, com cotação na bolsa de valores holandesa e apresentando uma facturação de cerca de 150 milhões de eurosAlém de Nuno Matos, a Vedior PsicoEmprego conta com uma colaboradora na área comercial e de gestão de clientes, bem como outra na área de recrutamento. A empresa está sedeada na Avenida António Maria Batista, 6-A, próximo do antigo presídio militar, em Santarém.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...