uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Orçamento realista em Tomar

Edição de 01.12.2004 | Sociedade
Pela primeira vez desde 1999, altura em que António Paiva assumiu a presidência da Câmara de Tomar, o executivo apresentou um plano de investimentos para 2005 mais baixo do que o anterior. Aprovado pela maioria social-democrata e criticado pela oposição socialista, o plano plurianual de investimentos para 2005 cifra-se em 49,5 milhões de euros, menos três milhões que o deste ano.Um valor menor porque os tempos são de contenção e porque as instruções emanadas do Governo continuam a limitar as autarquias locais em termos de investimento. Foi esta a justificação do executivo camarário para apresentar um orçamento para 2005 mais baixo que o deste ano. Um orçamento “de rigor, transparência e disciplina, porque uma boa gestão dos dinheiros públicos a isso obriga”. A mais estradas e betão, a oposição socialista, que votou contra, contrapõe afirmando que todos os anos o executivo social-democrata dá mais do mesmo. Apesar do presidente afirmar que a educação, cultura e desporto também estão na lista das prioridades, basta dar uma olhadela para os números apresentados para perceber que ocupam os últimos lugares da lista.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...