uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Polícia identifica suspeito de assaltos a escolas

Polícia identifica suspeito de assaltos a escolas

Em Santarém

A PSP de Santarém identificou um indivíduo residente na cidade sobre o qual recaem “fortes indícios” de ser o autor de vários assaltos a escolas da cidade.

Edição de 01.12.2004 | Sociedade
A polícia de Santarém recuperou um computador furtado de uma escola da cidade e identificou um suspeito da autoria de vários assaltos a escolas da capital de distrito. O homem é um velho conhecido da PSP pela prática de furtos e outras actividades ilícitas. O computador tinha desaparecido da Escola Primaria dos Leões, no centro da cidade, na sequência de um assalto efectuado na semana passada. E foi este equipamento que levou a polícia a desembrulhar o novelo de outros roubos em escolas e a chegarem a um jovem de 20 anos, residente na cidade.No domingo, por volta da uma da manhã, o presumível assaltante foi encontrado nas imediações da escola primária de Jardim de Cima, depois da polícia ter recebido uma denúncia de que estava a decorrer um assalto ao estabelecimento. O suspeito estava acompanhado de dois irmãos seus e de outros dois indivíduos, o que leva a polícia a suspeitar que não actue sozinho. Por isso continuam as investigações, enquanto o processo já foi entregue ao Ministério Público no tribunal de Santarém.Com as provas que já foram recolhidas e a sua relação com o assaltante, a PSP diz que este está “fortemente indiciado” pela prática de crimes de furtos em estabelecimentos de ensino. A polícia relaciona-o com os furtos ocorridos nas escolas de Pereiro, Combatentes e Leões. Tal como com uma tentativa na escola do Mergulhão. Segundo fonte do comando de Santarém da Polícia de Segurança Pública, o indivíduo identificado rouba tudo o que apanha nas escolas e que possa ser trocado por dinheiro rapidamente. O crime de furto está previsto no artigo 203º do Código Penal. Quem, com ilegítima intenção de apropriação para si ou para outra pessoa, subtrair coisa móvel alheia é punido com pena de prisão até três anos, ou com pena de multa. Escolas muito procuradaspelos ladrõesEsta não é a primeira vez que este tipo de assaltos preocupa as autoridades. Em Fevereiro a GNR de Santarém deitou a mão a três indivíduos suspeitos de terem praticado, no espaço de pouco mais de um mês, quinze assaltos a escolas primárias da região.O gang assaltou várias escolas em Santarém, Almeirim e Cartaxo. Foram detidos três romenos em situação ilegal no país com idades na casa dos 20 anos. Os indivíduos, que usavam métodos que evidenciavam algum profissionalismo, ficaram a aguardar julgamento em prisão preventiva.Treze das escolas situavam-se no concelho de Santarém, uma no de Almeirim e outra no de Cartaxo. Os indivíduos apenas levavam material informático ou audio-visual e em nenhum dos casos praticaram actos de vandalismo. A técnica dos assaltos era sempre a mesma. Escolhiam estabelecimentos de ensino em zonas isoladas ou pouco populosas e arrombavam as portas com um pé-de-cabra. Situação facilitada pela ausência de sistemas de alarme e de vigilância e pela reduzida resistência das portas.
Polícia identifica suspeito de assaltos a escolas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...