uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Cães e donos em corridas contra o tempo

Cães e donos em corridas contra o tempo

Edição de 07.12.2004 | Desporto
O pinhal da Estação Zootécnica Nacional (EZN), no Vale de Santarém, recebeu este fim-de-semana a Taça de Portugal em Mushing. Uma modalidade em que os cães puxam o concorrente em cima de uma estrutura com rodas e que proporciona imagens bem divertidas, fazendo recordar os trenós na neve puxados por cães, de onde o mushing tem origem.Associação Cruz de Cristo Futebol Clube, Junta de Freguesia de Póvoa da Isenta, EZN e Federação Portuguesa de Mushing juntaram-se na organização da Taça de Portugal de Mushing, sábado e domingo, no pinhal da EZN. Uma prova que atraiu os verdadeiros adeptos da modalidade, munidos de estruturas de apoio, a muitas famílias e curiosos. O traçado de cinco quilómetros entre o pinhal já existia mas foi trabalhado para estar a postos para os concorrentes e as suas equipas de cães, que se mostravam ansiosos por correr. Como um parque onde estão estacionadas as máquinas em qualquer corrida de bólides, o pinhal albergou dezenas de cães correspondentes de mais de 30 equipas, nas categorias de seis, quatro, dois e um cão. E se os huskies são os cães que habitualmente se associam à modalidade, a realidade da competição é bem distinta. Os concorrentes preferem galgos, braques alemães, entre muitos outros cães resultantes de cruzamentos. Cristóvão Mineiro, de 32 anos, é um adepto do mushing que vive no Cartaxo e que se dedica à modalidade desde 1996. Começou por comprar um husky, raça de cão necessita de exercício físico. Dali a acompanhá-lo e conduzi-lo de bicicleta foi um passo, tão natural como enveredar pela competição.Apesar disso não são os huskies os melhores cães de competição, e efectuou vários cruzamentos entre raças. Na EZN, Cristóvão Ribeiro surgiu com nove cães à escolha e competiu na categoria C6, apoiado numa estrutura espécie triciclo, com rodas de mota, e travões, porque os animais podem puxar a grande velocidade. Para si o importante é treinar muito. Quatro vezes por semana, logo às 06h30 ou então ao final do dia. “Só com a compreensão da família é possível manter esta situação”. Uma dedicação que também sai da carteira deste consultor de comunicações, já que os animais têm uma alimentação mais reforçada à base de proteínas e vitaminas. A EZN recebeu também participantes internacionais, com destaque para o jovem espanhol Ismael Piñol Venteo, que se sagrou vice-campeão do mundo de mushing em 2003-2004. Pratica mushing pelo terceiro ano por influência do pai e nunca mais desligou da modalidade. Treina cinco vezes por semana sempre depois das 22 horas e tem cerca de 20 cães. Um exemplo de dedicação
Cães e donos em corridas contra o tempo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...