uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Futuro da praça de touros levanta dúvidas

Futuro da praça de touros levanta dúvidas

Câmara de Santarém aprova primeira fase da requalificação do antigo campo da feira
Edição de 08.12.2004 | Política
O executivo da Câmara de Santarém aprovou, na reunião de segunda-feira, a primeira fase do loteamento municipal a implantar no Campo Infante da Câmara, que corresponde às especialidades de arquitectura e arquitectura paisagística final. No antigo e degradado campo da feira pretende-se que nasça uma zona de lazer e de equipamentos públicos. As obras devem iniciar-se em 2005.A oposição aproveitou o momento para manifestar alguma preocupação relativamente à articulação entre o loteamento municipal e o projecto previsto para a zona da praça de touros. Um empreendimento a erguer num terreno que a Misericórdia de Santarém negociou com uma construtora e que visa a edificação de um edifício de elevada volumetria destinado a habitação, comércio e serviços no lugar do actual tauródromo. O vereador da CDU José Marcelino quer que seja salvaguardado que, com a construção de uma rotunda na avenida Afonso Henriques, em frente à praça de touros, o trânsito não transforme os novos espaços públicos em corredores de passagem constantes.Do lado do PSD, Hélia Félix manifestou-se igualmente contra a construção de uma rotunda numa avenida estruturante da cidade. O loteamento acabou por ser aprovado, mas recebeu os votos contra dos vereadores do PSD.Recorde-se que a primeira fase do projecto para o antigo campo de feira compreende a retirada de edificações semi-permanentes da Feira Nacional de Agricultura. que se encontram em mau estado. Prevê-se a edificação de serviços municipais e do posto de turismo e a implantação de uma unidade hoteleira, permanecendo a alameda central da feira e a sua relação com a praça de touros.Projectados para o loteamento municipal estão ainda diversos espaços verdes, de lazer e desportivos e outros locais de utilização colectiva, além de uma praça de chegada, com área pedonal.O loteamento segue, de acordo com informação camarária, as orientações estratégicas do Plano Director Municipal, do ordenamento do território em termos populacionais e ambientais, valorização do património edificado mais antigo, criando uma nova centralidade na cidade.A superfície total do lote é de quase 90 mil metros quadrados, dos quais mais de 82 mil constituem a primeira fase do loteamento.
Futuro da praça de touros levanta dúvidas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...