uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

PCP diz que há “desinvestimento” na região

Edição de 08.12.2004 | Política
A deputada do PCP eleita pelo distrito de Santarém considera que, no Orçamento de Estado para 2005, o Governo está a prejudicar a região. No entender de Luísa Mesquita há várias obras que estão prometidas há anos e que continuam sem as verbas necessárias para a sua concretização.Nesse sentido criticou o facto da maioria PSD-CDS/PP ter recusado as propostas do PCP para o distrito de Santarém. E disse ainda não compreender o facto do PS se ter abstido em relação às propostas que, sublinha, visavam contribuir para o desenvolvimento do distrito. Considerando que a proposta de Orçamento de Estado para o próximo ano, aprovada segunda-feira com os votos contra de toda a oposição, vai trazer instabilidade, Luísa Mesquita deu exemplo de algumas obras. É o caso do quartel da GNR de Alcanena que no PIDDAC (Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central), que tem inscrito apenas 25 mil euros. Na área da segurança a deputada comunista referiu ainda o quartel da GNR de Alpiarça que já chegou a ter um valor inscrito de 300 mil euros e para o próximo ano não vai além dos 25 mil euros. Já o quartel da GNR de Pernes (Santarém), a funcionar em instalações provisórias cedidas pela junta de freguesia, desapareceu da lista de investimentos previstos pelo Estado. Segundo a parlamentar, a esquadra da PSP de Torres Novas tem cerca de 14 mil euros, montante que “nem para o projecto deve dar”. A variante da Portela (Santarém) aparece com um valor a rondar os 50 mil euros, o que significa, segundo Luísa Mesquita, que ainda não é desta que as pessoas vão ter a nova estrada. Luísa Mesquita classificou como “vergonhoso” o facto da capital de distrito não ter um centro de saúde com as mínimas condições. E criticou o aparecimento no Orçamento de Estado de uma rubrica – “Obras Municipais” – que está contemplada com 14 milhões de euros.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...