uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Pedro Miguel Marques

Pedro Miguel Marques

“Considero-me ribatejano, mas não tenho muito a ver com os touros os cavalos. Não sou marialva, nem machista e penso que esses conceitos estão a desaparecer pelo menos nos mais jovens”

23 anos, estudante, Torres Novas

Edição de 15.12.2004 | Agora falo eu
A infoexclusão causa mais entraves no mercado de trabalho do que o analfabetismo?São assuntos distintos. A informática é extremamente importante, porque actualmente está presente em todos os sectores. Mas concordo que é tão grave como o analfabetismo há uns anos. Nos últimos tempos a evolução foi extremamente rápida e a entrada de Portugal na União Europeia ainda acelerou mais o processo a nível nacional, daí tantos cursos de informática que apareceram.O governo demitiu-se, o Presidente da República aceitou a demissão. Esta era para si uma situação previsível?Devo dizer que não voto no partido do governo e penso que o que aconteceu agora já devia ter acontecido há alguns meses. Logo que Durão Barroso saiu devia haver eleições, porque os portugueses elegeram aquele primeiro-ministro e não outro. Como isso não foi feito assistimos a esta fantochada que não agradou a ninguémO país está tão mal economicamente como se diz?Tenho um estabelecimento comercial e apercebo-me das dificuldades. Acho que um dos principais factores foi a introdução do euro que, em muitos casos, ajudou ao aumento dos produtos. Os portugueses para consumirem o mesmo passaram a gastar mais.Como comerciante acha que há alguns sinais de retoma?Não. Vejo pelo meu café. Dantes as pessoas tinham dinheiro para um lanche para sair à noite e agora isso não se verifica. No café e no tabaco não há quebras, mas nos bolos e nos outros artigos é evidente.Gosta de ir às compras?Por acaso gosto. Sou eu que faço as compras para o café, porque gosto mesmo. E gosto de estar dentro do preço das coisas, o que está a bom ou mau preço, mas parece-me que a maior parte das pessoas não sabe nada disso. Optam pelas grandes superfícies, pensando que vão gastar menos, mas os cartazes promocionais são uma ilusão, um chamariz. Os produtos que anunciam são mais económicos, mas os outros são mais caros.É uma pessoa consumista?Não, gosto de ir às compras, mas só compro coisas de que preciso, o indispensável até.Estamos a chegar ao Natal. Costuma gastar muito dinheiro em prendas?Tenho uma lista de pessoas a quem dou prendas e compro sempre para elas. O que tem diminuído é o valor dessas prendas, mas continuo a oferecer presentes a essas pessoas.O Natal para si é uma data importante?Sendo eu uma pessoa católica é sempre um data importante. Já vi e vivi o Natal de outra maneira e, ouvindo os meus pais e os meus avós, sei que o Natal já não é a mesma coisa. Mesmo ao nível da fantasia, acreditei durante longos anos no Pai Natal, hoje qualquer criança sabe que são os pais que compram as prendas.O que é que Torres Novas tem para oferecer aos seus habitantes?Gosto muito da minha cidade, frequento Santarém, onde estudo, Tomar e penso muitas vezes como me sentiria se lá vivesse, mesmo em Lisboa. E nesses minutos sinto que gosto muito da minha cidade, Torres Novas. Consegue conjugar os espaços verdes com o urbanismo e isso é muito bom. Depois, quando se fala em jovens pensa-se em diversão nocturna e também nesse aspecto estamos equiparados e às vezes em nível superior.Considera-se um ribatejano de gema?Considero-me ribatejano, mas não tenho muito que ver com os touros os cavalos. Não sou marialva, nem machista e penso que esses conceitos estão a desaparecer pelo menos nos mais jovens. Actualmente, raparigas e os rapazes frequentam em mesmo número os mesmos sítios. Nas gerações mais velhas ainda se pensa que as mulheres deviam ficar em casa, nas mais novas não.A seguir ao Natal vem o Ano Novo. O que gostaria que lhe acontecesse em 2005?Já vi uma estrela cadente, entretanto, e já me adiantei nos desejos. Queria acabar com êxito este ano lectivo e tenho alguns projectos pessoais. É uma pessoa feliz?Sim
Pedro Miguel Marques

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...