uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Um espelho da cultura ribatejana

Um espelho da cultura ribatejana

Museu Rural e do Vinho do Concelho do Cartaxo reabre com nova cara

Os ícones ribatejanos são os motivos centrais do renovado Museu Rural e do Vinho do Cartaxo, que reabriu portas no dia 8.

Edição de 15.12.2004 | Cultura e Lazer
O remodelado Museu Rural e do Vinho do Cartaxo foi inaugurado no dia 8 de Dezembro. Uma remodelação do espólio que aposta na exposição da vida ribatejana e centra a atenção nos seus elementos fundamentais: o campino, cavalo, touro, o vinho e vinho.Numa secção do museu faz-se uma pequena análise ao território do Cartaxo. Um filme revela imagens aéreas das oito freguesias do concelho e o Tejo como referência.O visitante pode ainda contar com uma exposição que aborda a vida rural do Cartaxo, com relevo para a evolução da agricultura, produção de azeite e cereais. Aí podem ser encontrados objectos alusivos ao campo e à evolução agrícola, como enxadas, arados, pás, balanças, potes e bilhas, entre muitas outras “tecnologias” de outros tempos. É ainda dado destaque aos animais utilizados nos campos do concelho: o cavalo e o touro. O cavalo como animal essencial ao trabalho agrícola e também como montada do toureiro e do campino. Os chocalhos e embolagens são alguns dos objectos que dão pistas para a descoberta do touro bravo.Dois itinerários da Rota do Vinho conduzem-nos à descoberta do concelho do Cartaxo, dividido entre o campo e o bairro. A adega foi restaurada e nela está patente uma mostra alusiva ao vinho, onde são apresentados materiais que documentam a evolução da tecnologia da viticultura e da vinificação. Os néctares podem ser apreciados numa taberna típica que ilustra o local de convívio da comunidade rural.No Núcleo da Vinha e do Vinho completa-se o ciclo da produção vitivinícola, entrelaçando-se informações sobre as casas vitivinícolas da região e os seus produtos, com os artefactos: pipas, rolhas, bombas de trasfega, passando pelo laboratório de análises e pelo vinho vinho.Para a vereadora com o pelouro da cultura na Câmara do Cartaxo, há que valorizar o papel da educação das futuras gerações. Elvira Tristão salientou o investimento realizado e anunciou que o próximo passo do museu será a aposta na preservação e conservação das peças.António Nabais, coordenador da remodelação do museu, elogiou o trabalho de toda a equipa responsável pela requalificação daquele espaço, dos carpinteiros a quem recolheu informação histórica, passando pelos técnicos que efectuaram o restauro das peças.E deixou o apelo para que “o projecto museográfico não navegue ao sabor de vontades e de ciclos eleitorais”, agora que se fez a aposta na sua requalificação.Presente na inauguração, o director do Instituto Português de Museus (IPM), Manuel Oleiro, destacou a importância dos museus no reforço das identidades locais e no desenvolvimento económico e turístico, considerou.O Museu Rural e do Vinho está aberto de terça a sexta-feira nos seguintes horários: 10h30-12h30 e 15h00-17h30. Aos sábados, domingos e feriados abre às 09h30. Segunda-feira é o dia de encerramento.
Um espelho da cultura ribatejana

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...