uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Quenianos dominaram em Samora

Quenianos dominaram em Samora

Mais de seiscentos atletas participaram na corrida

Os quenianos não brincaram em serviço e ganharam com facilidade os 15 Km de Samora Correia. Mais de seiscentos atletas cortaram a meta e os melhores portugueses foram Filipa Coelho e José Santos.

Edição de 15.12.2004 | Desporto
Foram mais de 600 os atletas que cortaram a meta no Grande Prémio de Atletismo de Samora Correia. A prova de 15 quilómetros decorreu no domingo, de manhã, e foi dominada pelos atletas quenianos. Philip Kipkoech e Catherine Kurui não deram qualquer hipótese aos adversários e venceram sem dificuldades.“Fiz uma boa corrida. O percurso é bom e senti-me bem”, explicou o vencedor no final duma corrida que ganhou “com uma perna às costas”. O queniano gastou 45m29s, menos dois minutos que o Tanzaniano Martin Sulle que lutou pela vitória até à sapatada decisiva de Kipkoech ainda antes dos cinco quilómetros. Na terceira posição ficou o russo Roman Prodius que representou o Dafundo. O melhor dos atletas lusos foi José Santos, atleta do concelho de Vila Franca de Xira. O representante da Constrolândia conseguiu o quarto lugar à frente de Paulo Taveiro, do Dafundo. “Fiz o meu melhor. Não consegui acompanhar os homens da frente que impuseram um ritmo forte”, disse. Gostei imenso deste percurso e espero que esta prova continue por muitos anos”, acrescentou.Entre as senhoras, Catherine Kurui decidiu a corrida logo nos primeiros quilómetros e chegou com um avanço de 1m25s para a russa Larissa Zousko. A jovem Filipa Coelho, do Joma, foi a melhor portuguesa e também subiu ao pódio.“Foi uma boa corrida. Gostei muito de participar e a vitória é muito boa”, disse a vencedora antes de receber um bonito troféu e o cheque de 500 euros. O valor dos prémios foi igual para homens e mulheres, o que nem sempre acontece nas provas de estrada.Entre os veteranos, Anabela Pereira (Marítimo) foi a melhor das senhoras. Nos homens, os vencedores dos cinco escalões foram: Gilberto Fernandes (Frade de Cima), Silvestre Gomes (Dafundo), Filipe Silva (Pego Longo), João Portela (Dafundo) e Virgílio Silva (Individual).A organização reservou um prémio especial para os melhores atletas residentes em Samora Correia. Luís Correia e João Martins foram os vencedores do cheque de 50 euros. O observador da Federação Portuguesa de Atletismo tomou notas da prova para avaliar a organização e apontar os pontos a corrigir. O relatório final será um bom instrumento para a organização corrigir alguns pormenores. Na generalidade, atletas e dirigentes gostaram do percurso e fizeram uma avaliação positiva da organização da Junta de Freguesia de Samora Correia com responsabilidade técnica da Xistarca.Carlos Luís Henriques, presidente da Junta de Freguesia de Samora Correia, ficou satisfeito com a participação dos atletas, mas ficou desiludido com o alheamento da população, influenciado também pela transmissão da final intercontinental de futebol que o Porto acabou por vencer. “As pessoas não participam como nós pretendíamos, o novo executivo vai ter de reflectir sobre a continuidade da prova”, disse.O autarca admite que a organização passe para a esfera de um clube ou colectividade e insiste na necessidade de fomentar a prática do atletismo. “Só tivemos cinco atletas da freguesia a participar. Faz falta um clube que apoie modalidade”, referiu. A prova custou 11 mil euros e a junta de freguesia suportou sete mil euros, sendo o restante assegurado com o subsídio da câmara (2200 euros) e patrocínios.
Quenianos dominaram em Samora

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...