uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Morais Sarmento troca Santarém por Castelo Branco

Edição de 22.12.2004 | Política
O ministro de Estado e da Presidência e vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD, Nuno Morais Sarmento, anunciou na noite de terça-feira, em Santarém, que não vai ser cabeça de lista pelo distrito para enfrentar o líder do PS e candidato a primeiro-ministro, José Sócrates, no círculo eleitoral de Castelo Branco, nas eleições legislativas de 20 de Fevereiro. Recorde-se que Sarmento foi o número um da lista do PSD pelo círculo de Santarém nas eleições legislativas de 2002.Numa assembleia distrital de militantes realizada no Hotel Corinthia, Morais Sarmento revelou que se tratou de um pedido expresso do primeiro-ministro Santana Lopes que não iria recusar por gostar de “dizer presente onde a luta é mais difícil”. E fez questão de lembrar que foi em Santarém, que começou a caminhada para a vitória do PSD nas últimas eleições legislativas.Entre elogios à actuação dos dois governos “laranjas” e críticas ao “desgoverno” do PS, Morais Sarmento apelidou o líder socialista de “novidade mediática” e “cópia de qualidade inferior à de António Guterres”.O responsável governamental recordou a obra feita no distrito durante os últimos dois anos e meio, como o Museu Nacional Ferroviário (Entroncamento), a extensão da A23 até à Covilhã, o investimento nos centros da segurança social, entre outros projectos. Salientou ainda que Santarém é o quinto distrito do país em termos do volume do PIDDAC, com 233 milhões de euros.Após as declarações de Morais Sarmento, e com o começo das inscrições de militantes para falar, as portas da assembleia distrital dos social-democratas fecharam-se aos jornalistas.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...