uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Seráfico Manuel Serra D’Aire

Edição de 29.12.2004 | E-mails do outro mundo
Escrevo-te este e-mail de boas festas imbuído pelo espírito natalício pré-bacalhau com couves, apesar de ser um fervoroso contestatário do Pai Natal, por causa da cor do fato, e da minha costela muçulmana no que toca ao casamento. Impor uma mulher para cada homem cabe na cabeça de alguém? Ainda para mais quando no mundo as estatísticas dizem que há sete mulheres para cada homem, contando com aqueles que não podem ou não querem tocar-lhes, como padres e homossexuais, para não usar linguagem grosseira.Aliás uma quadra em que obrigam um tipo a comer bacalhau cozido com couves não pode merecer grande estima. E prometer prendas aos putos para os obrigar a deglutir aquilo também não me parece um princípio muito cristão. O caso resolvia-se facilmente colocando lagosta suada e picanha na brasa como ementa oficial. Com uma janta dessas e um bom vinho, eu queria saber lá de presentes, de jinglesbéis e de pinheiros de plástico cheios de pisca-piscas. Mas provavelmente o prato instituído faz parte de algum acordo secreto com as empresas bacalhoeiras e com os produtores de couve portuguesa. Devem fazer parte dos patrocinadores oficiais do Natal, a que se juntam as operadoras de telecomunicações, os grandes hipermercados e as lojas dos chineses. Ultrapassadas essas questões que põem alguma fervura na minha euforia natalícia, deixa-me agora falar de coisas positivas. Como a iniciativa da Câmara de Alpiarça, que pensando já no dia de amanhã decidiu oferecer compassos e esquadros a putos da pré-primária. Claro que houve gente que não gostou. Que os brinquedos eram perigosos e coisas que tal. Mas se os putos levassem para casa um par de meias ou um lenço de assoar devia ser o bom e o bonito. Da fama de sovina a autarquia não se livrava.Além disso, a vereadora explicou bem explicadinho que as prendas eram para ser usadas mais tarde, quando os putos já tivessem juízo e habilidade para isso. Aliás, dentro desse espírito já sei que a Câmara de Alpiarça propõe-se oferecer fatos completos, bonecas insufláveis, grades de cerveja, contas poupança-reforma e lugares cativos no estádio do Benfica no próximo ano. Mais uma vez para os putos usufruírem quando for a altura certa.A vereadora esteve quase a dar a boa nova na assembleia municipal, mas não quis estragar a surpresa que o presidente da câmara vai anunciar nas vésperas das próximas eleições autárquicas. E se começaram pelos compassos é porque se tinha de começar por algum lado. Tão simples quanto isso.Aliás acho graça a essas queixas, mas não ouvi ninguém abespinhar-se por um futebolista do Benfica chamado João Pereira ter andado a impingir prendas a indefesas crianças internadas no Hospital de Santarém. Porra! Ter o Pai Natal como benemérito já não é grande coisa. Mas ver um gajo que usa bandelete e cabelo à Joana D’Arc a entrar pela enfermaria carregado de brinquedos além de ser de muito mau gosto é contraproducente. As crianças ainda ficam a acreditar que o Pai Natal, afinal, em vez de ser um velho mãos largas com alguma perícia na condução de renas é afinal um gajo que passa a vida a dar pontapés na bola e nas canelas dos adversários. Um rapagão com bom cabedal para trabalhar honradamente nas obras e que prefere ganhar a vida em grandes correrias e a chamar nomes intraduzíveis a uns senhores de preto que andam de apito na boca. Que rico exemplo, não há dúvida! Insofismável Manel desculpa a azia provocada pelos fritos (não haverá coisa melhor para a ementa da época?) e aceita os votos de boas entradas e de um grande 2005 do Serafim das Neves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...