uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Acidente de caça provoca um morto em Alcanede

Acidente de caça provoca um morto em Alcanede

Durante o ano de 2004 registaram-se cinco ocorrências envolvendo caçadores

Uma caçada aos tordos na zona de Alcanede acabou em tragédia. Uma pessoa foi baleada na barriga e morreu. Com este caso elevam-se para cinco o número de acidentes de caça na região.

Edição de 29.12.2004 | Sociedade
Um homem residente em Porto de Mós, distrito de Leiria, morreu ao ser atingido por um tiro num terreno em Valverde, freguesia de Alcanede, concelho de Santarém. A vítima, João Pires, 36 anos, acompanhava um familiar e um amigo que andavam a caçar tordos no domingo, 26 de Dezembro. João Manuel Cordeiro Pires nem sequer era caçador. Mas às vezes acompanhava os amigos. O operador de máquinas estava com um primo e um amigo quando se deu o acidente, por volta das 11h00. Depois de assistido no local, foi ainda transportado pelos Bombeiros de Alcanede ao Hospital de Santarém, onde acabou por morrer devido à gravidade dos ferimentos. O autor do disparo era amigo de longa data de João Pires. Pelo que a GNR apurou no local, ele estaria a apontar a um tordo, mas devido ao facto do piso estar escorregadio, desequilibrou-se e na queda premiu o gatilho atingindo a vítima na barriga. Tal como a vítima, que deixa órfão um menino de oito anos, os dois caçadores também são da zona de Porto de Mós. O autor do disparo, depois de identificado pela GNR, foi constituído arguido e aguarda julgamento em liberdade. O processo está agora entregue ao Ministério Público de Santarém, que conduz as investigações.O autor dos disparos pode vir a ser acusado de homicídio por negligência. Se for esse o entendimento do Ministério Público, e no decorrer do julgamento, pode ser condenado a uma pena de prisão até 3 anos, segundo prevê o Artigo 137º do Código Penal. Este caso eleva para cinco o número de acidentes ocorridos no exercício da caça, no distrito de Santarém, durante o ano de 2004, segundo informou o comando distrital da GNR. Situação que faz também com que seja cada vez mais frequente a ocorrência de casos de pessoas feridas devido à caça. Há dois meses uma jovem foi atingida por chumbos de caçadeira quando passeava de bicicleta em Vale da Pinta, Cartaxo. O acidente ocorreu no feriado de 5 de Outubro e provocou ferimentos na cara e tronco de Vânia Almeida. As consequências só não foram mais graves por sorte. Eram cerca das 17h30 quando a jovem, de 23 anos, dava o seu passeio habitual de bicicleta pelas ruas da freguesia. Ao passar pela zona do depósito de água ouviu um disparo e sentiu algo a bater no corpo. Foi transportada ao Hospital de Santarém onde, nas urgências, lhe retiraram alguns chumbos que não estavam muito profundos. Ao todo Vânia Almeida foi atingida por 80 chumbos, conforme contabilizou numa radiografia feita no hospital. Se o disparo tivesse sido feito a uma distância mais curta, o acidente podia ter tido consequências mais graves. O caçador que andava à caça num terreno perto do depósito da água e da zona urbana, reside também na localidade.
Acidente de caça provoca um morto em Alcanede

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...