uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Rituais satânicos junto à igreja de Santa Clara

Rituais satânicos junto à igreja de Santa Clara

Monumento nacional de Santarém serve para encobrir práticas pouco ortodoxas

Depois de O MIRANTE ter noticiado que as traseiras da Igreja de Santa Clara, em Santarém, serviam para práticas sexuais, surgem agora indícios de que se realizam rituais satânicos junto ao monumento.

Edição de 29.12.2004 | Sociedade
A Polícia de Santarém está a investigar alegadas práticas de rituais satânicos nas traseiras da igreja de Santa Clara. No local, próximo da Escola Secundária Sá da Bandeira, foram descobertos um pato em cerâmica e uma ave morta. O caso aconteceu dia 22 de Dezembro e ocorreu depois de O MIRANTE já ter noticiado práticas sexuais no local, supostamente ligadas à prostituição. Quando a PSP se deslocou ao local, depois de ter sido alertada por volta das 10h50 daquele dia, encontrou um pato multicolor de cerâmica trespassado por uma estaca de madeira. O pau tinha, segundo a investigação, um comprimento de 93 centímetros. Frente ao objecto encontrava-se um faisão já morto. Com base em testes periciais detectou-se que a ave, de cor acastanhada, era uma fêmea. Esta estava em frente ao pato de cerâmica e colocada na vertical. A PSP verificou que a ave estava esticada, em pé, suportada por um pau espetado no chão e atada com um arame pelo pescoço. Situação que indicia a prática de rituais satânicos ou de bruxaria. Segundo fonte do comando distrital da Polícia de Santarém, desconhece-se o autor ou autores destas práticas, pelo que estão a decorrer investigações no sentido de esclarecer o caso. A mesma fonte confirmou que não é normal ocorrerem este tipo de práticas na área da cidade. Depois de recolhidas provas, foram chamados os serviços de higiene e limpeza da Câmara de Santarém que procederam à limpeza do local. Recorde-se que na edição de 16 de Dezembro, O MIRANTE noticiou o facto das traseiras da igreja serem usadas durante a noite para encontros sexuais. Os indícios partem dos muitos preservativos espalhados pelo chão, bem como lenços e toalhitas. A PSP confirma que este tipo de situação pode ocorrer, até porque a zona está referenciada como um dos locais na cidade onde se pratica a prostituição. O facto de ser um local ermo e escuro facilita a ocorrência de situações ilícitas.Para além das traseiras da Igreja de Santa Clara, estão também associados à prostituição e outras actividades ilícitas locais como o Jardim da República, o Jardim Sá da Bandeira e a zona junto ao depósito da água do bairro de São Bento.Segundo disse na altura o subcomissário Vítor Catulo, da PSP de Santarém, uma das formas de dissuadir estas práticas é a do melhoramento da iluminação no local. O que pode vir a acontecer em breve, já que a autarquia pediu autorização ao Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR) para colocar uma coluna de iluminação nas traseiras do templo. Aguarda-se o parecer da entidade que tutela aquele monumento nacional. Há também um projecto para a beneficiação do pavimento, que actualmente é de terra batida.
Rituais satânicos junto à igreja de Santa Clara

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...