uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Clubes aprovam orçamento por unanimidade

Assembleia-Geral da Associação de Futebol de Santarém aprovou alterações na Taça do Ribatejo
Edição de 05.01.2005 | Desporto
Os clubes presentes na Assembleia Geral da Associação de Futebol de Santarém (AFS), aprovaram por unanimidade o orçamento para a época 2004-2005 e aprovaram igualmente por unanimidade os relatórios e contas das épocas de 2002-2003 e 2003-2004.A reunião magna dos clubes realizou-se no dia 29 de Dezembro na sede da AFS, no CNEMA, e contou com a presença de apenas dez clubes filiados. Na oportunidade, o presidente da AF Santarém, Rui Manhoso, respondeu a todas as dúvidas suscitadas pelos representantes dos clubes presentes na sala, a quem foi traçada a situação económica que a AF Santarém atravessa, tendo sido apresentado um valor de receitas igual ao valor das despesas.As organizações extraordinárias promovidas pela associação, como o Torneio Internacional do Vale do Tejo e o Torneio Lopes da Silva foram fundamentais para equilibrar as contas da Associação.A direcção da AFS alertou no entanto os clubes presentes para o facto de ser quase impossível manter por muito mais tempo a actual saudável situação financeira, caso estes não cumpram com as suas obrigações, sob pena de a associação deixar de poder cumprir, como sempre o fez, atempadamente, com os seus compromissos financeiros, nomeadamente ao nível da arbitragem.A Assembleia Geral aprovou ainda por unanimidade a uniformização das tabelas de sorteios existentes na Federação Portuguesa de Futebol que, a partir desta data, passam igualmente a ser utilizadas pela Associação de Futebol de Santarém.No mesmo ponto foram ainda aprovadas por unanimidade algumas alterações ao modelo utilizado na organização da Taça do Ribatejo, já a partir da próxima época de 2005 -2006. Assim, as primeiras eliminatórias da prova contarão apenas com clubes da segunda divisão distrital, até que o seu número seja igual a 16.Se houver, em alguma eliminatória, a necessidade de algum clube ficar isento, só o poderá ser uma vez. Quando estiverem apurados um total de 16 clubes da segunda (ou futuramente de uma eventual terceira divisão), estes entrarão no sorteio com os 16 clubes da primeira divisão, formando uma eliminatória de 32 clubes, seguindo-se de seguida as eliminatórias de 16, 8, 4 clubes até à realização da final.A Assembleia Geral de 29 de Dezembro abordou ainda um ponto 3 da ordem de trabalhos, que visava a reestruturação do futebol juvenil, tendo sido aprovada a proposta referente às Escolas e aprovadas na generalidade as propostas das restantes categorias.No entanto, por estarem presentes poucos clubes filiados (apenas dez), foi decidido não votar já este ponto 3 e manter a assembleia em sessão permanente até à próxima reunião, que terá lugar no dia 21 de Janeiro.Embora todos os clubes tenham conhecimento há mais de 15 dias do teor das propostas apresentadas pela direcção, aos mesmos vai ser enviado novo ofício para ser ainda possível saber se concordam, ou não, com as alterações que são propostas no documento.Como a partir deste ponto a assembleia geral ficou suspensa até novo encontro magno de clubes, a realizar já em Janeiro, não foi realizado o acto eleitoral para o Conselho de Arbitragem desta Associação.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...