uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Sérgio Morujo - 25 anos - Abrantes

Cromos

Sérgio Morujo é um dos poucos jogadores ribatejanos que se orgulha de ostentar um título de campeão da Europa. Titulo conquistado ao serviço da Selecção de sub-16, na Áustria. Começou nas camadas jovens do Riachense, passou pelo União de Tomar, e ainda iniciado ingressou no Sporting, onde fez toda a sua carreira até aos juniores. Passou depois pelo Boavista, já sénior jogou no Torres Novas, Riachense, Fátima e Abrantes. Teve convites de clubes profissionais, mas optou pela estabilização profissional. Agora só uma proposta verdadeiramente irrecusável o faria optar pelo profissionalismo.

Edição de 05.01.2005 | Desporto
O golo é o melhor momento do futebol?Sem dúvida que sim. Tudo no futebol é feito para obter golos ou para os evitar. Por mim que sou defesa é uma satisfação quando a minha equipa não é batida. Mas a maior alegria é quando obtenho um golo, situação que felizmente acontece algumas vezes. Principalmente na marcação de livres directos.Como reage quando um jogador se manda para a “piscina” e o árbitro vai na fita?Fico chateado. E já tem acontecido dizer coisas que não devo. Fiquei marcado por uma expulsão injusta, num jogo em que o árbitro assinalou um pénalti, depois da bola ter saído do campo.Concorda com a criação de equipas mistas?Concordo, mas numa óptica de igualdade total. Se as mulheres querem a igualdade, também têm que aprender a vir para dentro do campo lutar e levar pancada como nós levamos.No balneário seria engraçado?(Risos). Seria mesmo muito engraçado. Mas isso não pode acontecer nos tempos mais próximos, a não ser que o Governo resolva impor uma percentagem de mulheres nas equipas de futebol, como querem fazer na política.Já se envolveu nalguma cena de pancadaria durante um jogo?Não. Mas já assisti a algumas. E sempre preferi ver de largo.Costuma responder às “bocas” do público?Não. Prefiro rir-me, o que às vezes deixa os autores das “bocas” ainda mais irritados.Há algum jogo que tenha marcado a sua carreira?Sem dúvida o jogo da final do Campeonato da Europa de sub-16, disputado na Áustria, em que me sagrei Campeão da Europa ao serviço de Portugal.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...