uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Taxistas querem aumento mínimo de dez por cento

Taxistas querem aumento mínimo de dez por cento

Edição de 05.01.2005 | Economia
A Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) propôs ao Governo um aumento mínimo de 10 por cento do preço das corridas de táxis este ano, afirmou o presidente da associação à agência Lusa.Florêncio de Almeida falava à margem da tomada de posse dos novos corpos dirigentes, que reconduziu os actuais presidente e o vice- presidente por mais três anos.Este aumento, segundo a ANTRAL, reflecte a inflação e, também, a subida do preço dos combustíveis.Quando o Governo decidiu indexar as tarifas dos transportes à evolução do preço dos combustíveis, ficou acordado que, no caso dos táxis, a indexação não seria trimestral, como acontece por exemplo com os autocarros, mas adicionada à revisão anual do tarifário.Só para compensar o aumento dos combustíveis, a ANTRAL diz que as tarifas teriam de subir 7 por cento este ano. Os restantes 3 por cento referem-se à normal actualização para fazer face ao aumento da inflação.O Governo prevê que a inflação seja este ano de 2 por cento. Por isso, explicou Florêncio Almeida, “os taxistas não podem aceitar um aumento inferior a 10 por cento”.O presidente da ANTRAL acredita que a convenção de preços para 2005 entrará em vigor ainda com este Governo, ou seja, antes das eleições a 20 de Fevereiro.Lusa
Taxistas querem aumento mínimo de dez por cento

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...