uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Autarcas fora da corrida

Autarcas fora da corrida

PS de Santarém já tem lista de candidatos às legislativas de 20 de Fevereiro

Não há nenhum presidente de câmara na lista que o PS vai apresentar de candidatos a deputados pelo círculo eleitoral de Santarém às legislativas de Fevereiro. Os autarcas de Alpiarça e de Abrantes bem tentaram, mas o plenário virou-se para outras opções.

Edição de 05.01.2005 | Política
A lista de candidatos a deputados do Partido Socialista pelo círculo de Santarém às eleições legislativas de 20 de Fevereiro foi aprovada na noite de segunda-feira, não figurando nela qualquer presidente de câmara. Os líderes dos municípios de Alpiarça e de Abrantes ainda se candidataram a integrar a equipa, mas o plenário composto por cerca de 60 militantes optou sempre por outros nomes.O principal derrotado nesta contenda foi Joaquim Rosa do Céu, presidente da Câmara de Alpiarça, que se candidatou ao quinto lugar da lista, tal como o presidente de Abrantes, Nelson Carvalho, e foi vencido pelo actual deputado Nelson Baltazar. Mas, ao contrário do seu camarada do norte do distrito, que se ficou por aí, Rosa do Céu voltou à carga na disputa pelo sétimo lugar e voltou a soçobrar, dessa vez perante António Gameiro, um jovem jurista de Ourém. Após perder na primeira volta, optou por desistir. A primeira metade da lista não trouxe grandes novidades face aquilo que se adivinhava. Jorge Lacão, deputado e presidente da Assembleia Municipal de Abrantes, já havia sido indicado como número um pela direcção nacional do partido, que nomeou ainda Vitalino Canas como número dois.A indicação de duas figuras nacionais para os dois primeiros lugares não caiu bem nalguns sectores, que preferiam ter visto o presidente da federação distrital do PS logo a seguir a Lacão. Paulo Fonseca acabou por ficar no quarto lugar, logo a seguir a Idália Moniz.A vereadora da Câmara de Santarém é uma das quatro mulheres nos dez efectivos. O cumprimento da quota feminina na lista consumou-se ainda com a inclusão da vereadora da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, no sexto lugar, de Sónia Sanfona, de Alpiarça, no nono lugar, e de Manuela Pinheiro, uma independente de Torres Novas, no décimo lugar.A Juventude Socialista conseguiu um lugar na lista, situação já habitual, com a nomeação de Nuno Antão para o oitavo posto.Outro dos derrotados da noite de segunda-feira foi Pedro Braz, eleito da Assembleia Municipal de Santarém e um dos homens mais próximos do presidente da câmara escalabitana Rui Barreiro, que também não conseguiu lugar na lista, apesar de ter ido a votos para o sétimo lugar e para o décimo. Essa situação motivou mesmo alusões ao desequilíbrio existente na lista entre norte e sul do distrito. Descontando as duas figuras indicadas pela direcção nacional, a zona norte tem cinco elementos - Paulo Fonseca (Ourém), Nelson Baltazar (Abrantes), Fernanda Asseiceira (Alcanena), António Gameiro (Ourém) e Manuela Pinheiro (Torres Novas) - e a zona sul, onde o PS tem mais peso autárquico, apenas três: Idália Moniz (Santarém), Nuno Antão (Salvaterra de Magos) e Sónia Sanfona (Alpiarça).Apesar da inclusão de algumas caras novas, um autarca contactado por O MIRANTE considera que a renovação da lista ficou aquém do esperado. Sobretudo pela indicação de Jorge Lacão e de Vitalino Canas, nomes já habituais, para os dois primeiros lugares. O que, face à quota feminina e aos lugares habitualmente ocupados pelo presidente da federação distrital e pela JS, condicionou ainda mais o leque de escolhas.
Autarcas fora da corrida

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...