uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Moutinho foi afastado da lista do PSD

Guerra aberta na concelhia de Vila Franca de Xira

O único deputado do concelho de Vila Franca de Xira está fora da lista de candidatos do PSD. Pedro Moutinho fala em vingança de Rui Rei e seus pares. Bruno Ventura é o único candidato do PSD com esperança de ser eleito. No PS, João Gaspar pode trocar a Assembleia Municipal pelo Parlamento.

Edição de 05.01.2005 | Política
O deputado Fernando Pedro Moutinho não vai integrar as listas do PSD no distrito de Lisboa e à hora do fecho desta edição era pouco provável que pudesse ser indicado por outro distrito.O nome do parlamentar de Alhandra não foi indicado pela concelhia de Vila Franca de Xira, cujo presidente, Rui Rei tem mantido um braço de ferro com o deputado.“Foi um acto de vingança que não teve em conta o interesse do partido”, disse. “O que me choca é terem-me tirado o tapete sem assegurar nenhum lugar. Perdemos um parlamentar do concelho”, acrescentou. A concelhia indicou quatro nomes. Rui Rei (actual líder social-democrata e vereador), Bruno Ventura (líder da distrital de Lisboa do PSD), Vítor Silva e Francisco Santos (vice-presidentes da concelhia e eleitos do PSD na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira). O presidente da secção disse a O MIRANTE que na assembleia de militantes, realizada a 27 de Dezembro, não foi apresentada qualquer proposta para a integração do deputado Pedro Moutinho “e alguns dos notáveis do PSD estavam lá”.O presidente da concelhia acrescentou que esperava que o deputado fosse proposto pelo líder do partido, dada a sua influência. Rui Rei lembrou que “não há lugares vitalícios no parlamento” e depositou grande esperança na eleição do jovem Bruno Ventura.Apesar da reunião da comissão permanente do PSD para aprovar a lista definitiva ainda decorrer à hora do fecho desta edição, O MIRANTE apurou que Bruno Ventura era o único candidato com possibilidades de ser eleito. O jovem social-democrata, residente no Forte da Casa, estava na 17ª posição e o PSD elegeu 18 deputados pelo círculo de Lisboa nas últimas eleições. Mesmo num cenário de vitória do PS, há alguns candidatos social-democratas que devem ser substituídos e Bruno Ventura poderá ter alguma esperança.As escolhas da comissão política concelhia motivaram um abaixo-assinado de militantes do PSD que elogiaram o trabalho de Pedro Moutinho e lamentaram a sua exclusão da lista.Pedro Moutinho disse ter ficado sensibilizado com as várias manifestações de solidariedade “vindas de militantes, deputados e até membros do Governo”.O deputado referiu que está preparado para fazer uma pausa na política e voltar à sua vida profissional. “Eu tenho uma profissão e não dependo em exclusivo da política”, adiantou. O ainda deputado mostrou-se disponível para colaborar com o PSD. Pedro Moutinho admitiu integrar as listas do partido nas próximas eleições autárquicas, mas excluindo a hipótese de ser candidato à câmara.A concelhia já definiu o perfil dos candidatos e, segundo O MIRANTE apurou, já tem um cabeça de lista que deverá ser apresentado após as legislativas. Fernando Moutinho, 42 anos, é licenciado em arquitectura paisagística e já exerceu funções na Câmara de Lisboa e como profissional liberal. É deputado há seis anos e meio e no último mandato foi o 19º da lista tendo sido chamado a substituir o ex-Primeiro Ministro Durão Barroso, quando este foi liderar o Governo. Pedro Moutinho foi adjunto do ministro Valente de Oliveira, coordenador de várias comissões parlamentares e do grupo de deputados do distrito de Lisboa.No concelho foi candidato à câmara, foi vereador da oposição e presidente dos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento de Vila Franca de Xira.Nelson Silva Lopes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...