uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Expulsões ditaram resultado

Riachense venceu 4-1 em Torres Novas num jogo recheado de cartões

Quem não assistiu ao jogo disputado em Torres Novas, poderá ser induzido em erro pelo resultado final. A partida foi muito equilibrada, o Torres Novas foi mesmo melhor durante o primeiro tempo e só nos últimos 15 minutos, com a equipa reduzida a 9 jogadores e depois a oito, o Riachense foi nitidamente superior.

Edição de 12.01.2005 | Desporto
Os jogos disputados pelas duas equipas do concelho de Torres Novas são sempre vividos intensamente pelos jogadores e pelos adeptos das duas equipas. E a partida disputada no domingo não fugiu à regra. Com bem mais de um milhar de adeptos nas bancadas, os rivais entram em campo com a disposição de lutarem pela vitória, até à altura em que o árbitro decidiu estragar tudo.O Riachense não teve culpa e acabou por vencer. Por números muito exagerados (4-1), é certo, mas com justiça. Mas o principal protagonista do jogo foi o árbitro Jorge Faustino, que veio de Leiria. Intransigente e complicativo, resolveu segurar o jogo com a amostragem de cartões por tudo e por nada, e com isso acabou por penalizar muito mais o Torres Novas, que viu três dos seus jogadores serem expulsos, sem qualquer explicação plausível.Os torrejanos entraram melhor no jogo e durante toda a primeira parte obrigaram a equipa de Riachos a jogar mais sobre o seu meio campo. Fruto desse domínio, a equipa comandada por Francisco Bragança chegou ao golo logo aos 10 minutos. Piranga desmarcou-se pela esquerda cruzou para a área e com um toque infeliz Pedro Galrinho introduziu a bola na própria baliza.Os comandados de Francisco Bragança ganharam ainda mais confiança e pouco depois Gonçalves, com um forte remate de fora da área, quase marcava o segundo golo da sua equipa. O Riachense reagiu e já perto da meia hora, Carlitos passou por João Paulo e quando ia ficar isolado foi agarrado pelo jogador do Torres Novas. Aqui sim, justificava-se um cartão vermelho, mas o árbitro apenas mostrou o amarelo.Até ao final do primeiro tempo ainda se registaram duas oportunidades de golo, uma para cada equipa, mas a vantagem do Torres Novas era inteiramente justa.Para a segunda parte, João Henriques, que já tinha colocado em campo Hugo Costa, voltou a mexer na equipa fazendo sair João Lopes e colocando no seu lugar Cláudio, abrindo assim a sua frente de ataque e dando-lhe mais velocidade.Mas os primeiros dez minutos foram de autêntica loucura para os lados do Torres Novas, que viu João Paulo e Daniel - os seus dois centrais - serem expulsos em lances que só mereceram cartão amarelo na mente do árbitro.O Riachense carregou então sobre a área torrejana, e nem quando aos 64 minutos Cláudio foi expulso por protestar com o árbitro, a amostragem injusta de um cartão amarelo, abrandou essa pressão, que acabou por dar frutos aos 75 minutos, quando após um cruzamento da esquerda, Paz Miguel marcou na própria baliza o golo do empate.Seis minutos depois, aproveitando um ressalto de bola após uma defesa com os punhos de Paulo Simões, Alvegas aproveitou para se isolar e marcar o segundo golo do Riachense, dando a volta por completo ao marcador. A partir daí deixou de haver jogo. Os torrejanos, com menos um jogador, vieram todos para a frente procurando voltar à igualdade, e os comandados de João Henriques, aproveitaram dois contra-ataques para marcarem o terceiro e o quarto golo, por intermédio de Tiago Vieira e Luciano, respectivamente. Dando uma expressão completamente desajustada a resultado.Contudo o jogo não terminaria sem que o árbitro tivesse mais uma manifestação de falta de senso, como aliás aconteceu durante todo a partida. Expulsou Gonçalves com um cartão vermelho directo, numa jogada que nem o amarelo merecia. Mas que dizer de Jorge Faustino, no capítulo disciplinar, quando chegou ao cúmulo de mostrar um cartão amarelo a Carlitos, porque este saiu do campo para ir buscar a bola, para que o jogo se reatasse com mais rapidez.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...