uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Surpresas pela manhã

Surpresas pela manhã

PSD apresentou candidatos pelo círculo de Santarém com novidades de última hora

Natália Carrascalão foi a surpresa guardada para a última hora na lista de candidatos a deputados do PSD por Santarém. Uma figura nacional que não caiu bem em alguns sectores. O presidente da Nersant é o mandatário - outra surpresa.

Edição de 12.01.2005 | Política
O deputado Miguel Relvas, que lidera a lista do PSD por Santarém às próximas legislativas, assegurou no sábado que as alterações de última hora nas listas social-democratas, que motivaram a inclusão de Natália Carrascalão em quarto lugar por Santarém, visaram “abrir o partido”. E reconheceu que a elaboração de listas é sempre uma situação complicada por não se poder agradar a todos. A entrada da deputada de origem timorense não foi bem digerida por alguns sectores e a situação não foi esquecida por Relvas na cerimónia que decorreu na manhã de sábado na Quinta das Vendas, no Entroncamento. A inclusão de Natália Carrascalão obrigou Paulo Tavares, delegado regional do Instituto da Juventude, a ser o sacrificado na lista de dez efectivos anteriormente anunciada. Mesmo reconhecendo algum mal estar interno, Miguel Relvas não deixou de fazer comparações com os rivais socialistas. “Incluímos uma pessoa de fora em quarto lugar, privilegiando mais as pessoas da região que o PS, que incluiu um nome externo (Vitalino Canas) em segundo lugar”, disse, sublinhando que só aceitaria ser candidato por Santarém, distrito ao qual está ligado e no qual pode “prestar contas e assumir compromissos”.Considerando que a lista “é muito boa e equilibrada”, Miguel Relvas especificou que estão representados os cinco concelhos mais populosos do distrito e os escolhidos são pessoas com créditos firmados.Como mandatário da campanha surge o nome de José Eduardo Carvalho, presidente da Associação Empresarial da Região de Santarém – Nersant, que pela primeira vez aceitou um cargo desta natureza, porque “nos momentos difíceis não se pode dizer que não”. José Eduardo Carvalho confessou-se “honrado” pela escolha e espera que o debate que antecederá as eleições tenha elevação e que sirva para “romper com o amorfismo” que se vive na região. “A política faz-se de dialécticas, mas é necessário apresentar soluções para resolver os problemas desta região, onde o dinamismo está estagnado. E encontrar formas para quebrar a estagnação”, disse.Nas últimas legislativas, o PSD elegeu quatro dos dez deputados do círculo de Santarém, tendo o PS eleito outros quatro, a CDU um e o CDS/PP outro.
Surpresas pela manhã

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...