uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Acordaram com o fogo em casa

Acordaram com o fogo em casa

Chamas consumiram parte de uma habitação no Cartaxo

Três pessoas tiveram um despertar assustador na manhã de segunda-feira. A casa onde dormiam, no Cartaxo, começou a arder. O fogo não causou danos pessoais.

Edição de 12.01.2005 | Sociedade
Um incêndio destruiu, na manhã de segunda-feira, duas divisões de uma casa de habitação na rua Stael Machado, no Cartaxo. As três pessoas (um casal e uma criança) que se encontravam a dormir no interior da residência não sofreram danos físicos. Suspeita-se que na origem do fogo possa ter estado um curto-circuito.O alerta foi dado cerca das 10h30. Mónica Saldanha, que se encontrava no interior da casa térrea quando se iniciou o incêndio, referiu a O MIRANTE ter sentido o cheiro a fumo e, ao acordar, deparou-se com labaredas à porta do quarto.A reacção imediata foi sair de casa e chamar por ajuda mas, quando saíram, já os vizinhos tinham telefonado para os bombeiros, após terem visto fumo intenso a sair da casa.O incêndio destruiu um quarto e uma sala, bem como o respectivo mobiliário. O homem, proprietário da casa, recebeu apoio da protecção civil municipal no que respeita ao alojamento, enquanto a namorada e filha ficaram em casa própria. Os Bombeiros Municipais do Cartaxo (BMC) receberam o pedido de socorro às 10h28 através do 112 e, alguns minutos depois, chegaram ao local do incêndio. Devido à estrutura de madeira, as chamas propagaram-se rapidamente, atingindo ainda parte do revestimento de uma parede de uma das casas vizinhas.“Podia ter sido uma situação mais grave já que as labaredas estavam à porta do quarto onde dormiam. Mas valeu que também tinham uma porta de acesso à rua nessa divisão”, explicou a O MIRANTE, o comandante dos BMC, Paulo Catarino.No que respeita a possíveis causas do incêndio, um curto-circuito pode ter estado na sua origem, dada a antiguidade da casa e precariedade de alguns materiais. Os BMC mobilizaram para o local 20 elementos, apoiados por dois carros de combate a incêndios, dois auto-tanques e uma ambulância, tendo o fogo sido controlado e extinto rapidamente.
Acordaram com o fogo em casa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...