uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Bulgária mais feliz na “lotaria”

Bulgária mais feliz na “lotaria”

V Torneio Internacional de Futebol do Vale do Tejo

A Selecção Nacional “BB” jogou na terça-feira o seu primeiro encontro a contar para o V Torneio Internacional Vale do Tejo, que se disputa no distrito de Santarém. Frente à Bulgária, no Estádio Municipal de Rio Maior, Portugal dominou durante os noventa minutos regulamentares mas não conseguiu marcar qualquer golo. No final a Bulgária levou a melhor no desempate por grandes penalidades (5 - 4). Foi um resultado injusto porque a equipa portuguesa, mesmo jogando mal e sem ligação entre os sectores, foi a que mais fez para vencer.

Edição de 19.01.2005 | Desporto
O jogo, na primeira parte, esteve morno, com Portugal, que teve maior posse bola, a não conseguir criar grande perigo junto da grande área búlgara. Somente através de bolas paradas - aos 16 e 18 minutos - os jogadores lusos conseguiram criar perigo. Hugo Almeida ensaiou aos 27 minutos um remate de longe, mas a bola passou por alto. Para o segundo tempo entraram José Castro, Paulo Sérgio e Varela para os lugares de João Paulo, Bruno Aguiar e Hugo Almeida. Com estas alterações Carlos Martins passou para o centro do terreno e Paulo Sérgio ocupou a extrema direita. Varela trouxe maior mobilidade ao ataque embora sem resultados práticos.Portugal conseguiu perigo através de alguns cruzamentos, mas não conseguiu finalizar com eficácia. A Bulgária só conseguiu criar algum perigo na exploração do contra-ataque, no entanto não criou calafrios à equipa nacional. Nem um nem o outro guarda-redes foram chamados a qualquer intervenção de vulto durante todo o jogo.No decorrer do segundo tempo entraram ainda Diogo Valente, para o lugar de César Peixoto, Miguelito para o lugar de Valdir e Edgar Marcelino para o lugar de Carlos Martins que saiu apresentando algumas queixas físicas. Os búlgaros também mexeram na equipa, mas nada se modificou, o jogo continuou a ser muito mastigado a meio campo, e sem qualquer emoção.Manuel Fernandes, Miguelito, Paulo Sérgio, Abel Edgar Marcelino, José Castro e Varela foram chamados à concretização das grandes penalidades, mas apenas quatro jogadores conseguiram finalizar com sucesso. Carlos, que defendeu uma grande penalidade, conseguiu adiar a vitória búlgara, mas os jogadores lusos vão mesmo lutar pelo terceiro lugar frente à Eslovénia na próxima quinta-feira, em Abrantes, pelas 17h30.Os finalistas do V Torneio do Vale do Tejo são a Bulgária e a Eslováquia, que no jogo disputado, em Alcanena, também na tarde de terça-feira, venceu a Eslovénia, igualmente na marcação de grandes penalidades.No final do jogo de Rio Maior, o treinador da Selecção Portuguesa, Agostinho Oliveira, lamentou a derrota mas garantiu que os objectivos do torneio passam mais pela observação de jogadores do que por vitórias. Mesmo assim afirmou que Portugal conseguiu alguns movimentos interessantes e foi superior à equipa búlgara, apesar da falta de rotina dos jogadores na equipa, que integram esta selecção.“Merecíamos ter vencido mas a Bulgária acabou por ser mais feliz na moeda ao ar”, disse acrescentando que a esta selecção nunca pode ter grandes mecanismos. “Os jogadores vão-se juntando aos poucos, entre jogos das suas equipas para o campeonato e não há um trabalho de continuidade. Amanhã, dos jogadores que jogaram hoje, cinco já vão regressar aos seus clubes”, concluiu.O jogo ficou marcado por um momento de significativa solidariedade. Minutos antes do seu início, todos os elementos da Selecção Nacional uniram-se num abraço silencioso, em memória da filha do internacional Marco Caneira, que faleceu recentemente.
Bulgária mais feliz na “lotaria”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...