uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Alarmes a toda a prova

Alarmes a toda a prova

Segurança 24, uma empresa que não para de crescer
Edição de 19.01.2005 | Economia
A Segurança 24, com sede no Entroncamento, comercializa, instala e garante a assistência de sistemas de alarme contra roubo e intrusão, videovigilância (CCTV) e sistemas de detenção de incêndio. Apesar dos alarmes constituírem ainda o maior volume de vendas é nos sistemas ditos de CCTV que está a sua maior aposta. A videovigilância permite visualizar as imagens em tempo real no computador, enviar imagens para telemóveis, e-mails, mensagens (sms), etc... Para além de ser eficaz contra intrusão em empresas, lares e escolas tem muitas outras aplicações. É o que acontece, por exemplo, numa creche em Castelo Branco onde os pais das crianças podem aceder pela Internet num site próprio e visualizar online os seus filhos em directo.A empresa também presta outro serviço fundamental nos nossos dias, a Central de Recepção de Alarmes, com alvará emitido pelo Ministério de Administração Interna, que recebe a informação accionada pelos alarmes, procedendo a um rastreio e posterior informação às autoridades policiais e ao cliente. Este serviço tem também a função de detectar anomalias de equipamento, faltas de energia, incêndios. Fornece relatórios de movimentações e pode ser útil em casos de emergência médica, podendo o cliente usar um aparelho que transporta consigo e que cabe num bolso, para enviar um sinal à central em caso de necessidade. Foi o que aconteceu na Golegã com uma idosa que partiu uma perna. Accionou o alarme e a central ligou para a sua residência. Como ninguém atendia contactaram o filho que se deslocou de imediato para o local.O proprietário da Segurança 24 chama-se Mário Dias, é natural de Aveiro e tem 45 anos de idade. Abriu em 1985 a primeira empresa de serviços de segurança no Entroncamento. Com um crescimento notável em 1990 contava já com um parque de 10 viaturas entre consultores e equipes técnicas. Como refere Mário Dias, o crescimento foi uma consequência da qualidade dos seus serviços e uma constante dedicação profissional aos seus clientes. “Fui vítima da minha eficácia” refere. Presentemente conta com instalações abertas ao público em Santarém, Castelo Branco e Covilhã, além da sede no Entroncamento. São no total 22 funcionários os seus actuais colaboradores. À data, estão protegidas com sistema de alarme de Intrusão de Incêndio e de Câmaras de CCTV cerca de 11.000 casas ou fábricas.Presentemente a Segurança 24 criou vários serviços que a distinguem das suas concorrentes tais como possuir uma central de alarmes própria no Entroncamento dna qual possui um serviço de apoio de retaguarda a todos os seus clientes. Como refere Mário Dias, “nós somos os melhores vizinhos dos nossos clientes”. Numa sociedade em que ninguém se quer incomodar com os problemas alheios faz sentido todos os sistemas de alarme ficarem ligados a uma central de alarmes, continua.Nos sistemas de CCTV são várias as inovações, desde a captação de imagens durante a noite por infra-vermelhos, a sua transmissão para o seu computador ou para o ecrã do seu telemóvel, até ao envio de um SMS quando alguém entra nas instalações.Como prioridade da Segurança 24 actual está a mudança de instalações para um terreno já adquirido à entrada do Entroncamento junto ao E. Leclerq pois, presentemente, a sede está localizada num 1º andar onde o espaço já é exíguo.
Alarmes a toda a prova

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...