uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Alviela, hospital a sul e portagens

“Já foram investidos 50 milhões de euros no Alviela, segundo um levantamento feito pelo secretário de Estado do Ambiente”. A informação foi dada por Miguel Relvas (PSD) a meio de um jogo do empurra que começou com Nuno Fernandes Thomas (CDS/PP) a responsabilizar o poder autárquico de Alcanena pela situação.

Edição de 26.01.2005 | Debate Candidatos
Jorge Lacão (PS) reagiu - porque é o seu partido que tem liderado a câmara – e acusou o adversário de ignorância. Depois avançou com o que o governo do PS fez e acusou o actual Governo de não ter continuado a trabalhar no assunto. Miguel Relvas falou das responsabilidades dos privados e Luísa Mesquita (CDU) lamentou que o Ministro do Ambiente não tenha tido tempo para ir ao local ver o que se passa.Todos de acordo, como lembrou a candidata da CDU, mas o problema não se resolve. Uma oportunidade para os deputados que vierem a ser eleitos mostrarem que são capazes de passar da teoria à prática. Que são capazes de concertar uma posição em defesa do distrito. A ver vamos.Concertação é algo que não vai haver quando se falar da assistência médica a sul do distrito. Luísa Mesquita foi a única a defender a construção de uma “unidade básica de urgência!” na sub-região do Sorraia. Lacão defende um sistema de apoio à populaçção com articulação entre o sector da saúde e da segurança social. Relvas e Nuno Thomas acham que os hospitais de Santarém e Vila Franca de Xira dão conta do recado.Quanto às portagens é o mesmo. A candidata da CDU contra toda e qualquer portagem, Lacão a pôr a A23 de fora mas a admitir que possam existir portagens nas outras Auto-estradas que atravessam o distrito. Os cabeças de lista do CDS/PP e PSD a baterem na tecla das portagems em todo o lado com isenções para residentes.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...