uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Uma mulher sem tempo para a cozinha

Luísa Mesquita, cabeça de lista da CDU
Edição de 26.01.2005 | Debate Candidatos
Luísa Mesquita, 55 anos, tem mais dificuldades em falar de alguns pormenores da sua vida privada do que em pegar no sono. Diz que dorme bem, apesar de às vezes não ter muito tempo para descansar o suficiente. De religião não gosta de falar, porque considera ser algo íntimo. A professora de profissão gosta do contacto com os outros. Do diálogo, da troca de ideias e experiências. Por isso a sua actividade de deputada enche-lhe as medidas. E a vertente do ensino acaba por completar a sua veia de comunicadora. Nos dois casos, diz, veiculam-se mensagens, informações…Não é mulher para estar quieta, nem para se calar quando toca a dar as suas opiniões, ou a denunciar o que considera injustiças. Mas diz que lida bem com o stress. É uma pessoa persistente, que tem prazer em trabalhar. Por isso não é dada a ginásios, ou a actividades de descontracção. Vai cada vez menos ao cinema, mas como gosta de ver filmes recorre aos clubes de vídeo para ver as fitas em casa na comodidade do sofá. Um dos filmes que lhe vem mais rapidamente à memória é o “Carteiro”, de Pablo Neruda. Luísa Mesquita é o modelo de mulher que não tem tempo para as tarefas domésticas. Por isso, tem alguém que a ajuda. Prefere chamar-lhe ajudante a empregada. É quem faz a comida quando é preciso, as limpezas… No entanto, não abdica de gerir a casa. Não deixa nas mãos de ninguém a escolha da roupa que vai vestir.A família é o porto seguro e o mais importante na vida da deputada comunista. A sua casa de Santarém é o ponto de encontro e reencontro com os três filhos, dois deles médicos, com quem fala das coisas sérias e das banalidades da vida. Com quem ri e brinca. Todos os fins de semana tenta estar com eles.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...