uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Obras da piscina do Tramagal já arrancaram

Custam 890 mil euros e devem estar prontas daqui a um ano
Edição de 26.01.2005 | Desporto
As obras de construção da piscina municipal do Tramagal arrancaram no dia 19 deste mês. Este equipamento vai nascer na zona desportiva, localizada entre o campo de futebol e os campos de ténis, numa área da vila de Tramagal que se assume vocacionada para a prática desportiva. Segundo a Câmara Municipal de Abrantes, a concretização das piscinas representa mais um contributo no sentido de garantir uma melhor cobertura de equipamentos desportivos em todo o concelhoA obra foi adjudicada pelo valor de 890 mil euros à empresa Socoliro, que tem um prazo de 365 dias (um ano) para construir este equipamento, composto por uma piscina aquecida e coberta com tanque de aprendizagem de 16,66 m por 10,00m e com profundidade variável entre 1,00m e 1,45m. Para a cerimónia de lançamento da primeira pedra, que decorreu no dia 19 deste mês, a Câmara de Abrantes convidou para cerca de 70 crianças do Jardim-Escola João de Deus, futuras utilizadoras deste equipamento desportivo. Coube ao pequeno aluno João Pedro ler o auto que foi assinado por todos aqueles que quiseram testemunhar o acto. A cerimónia contou ainda com a presença de autarcas, outras individualidades e população local.A infra-estrutura contará com uma recepção/secretaria, instalações sanitárias individualizadas para os dois sexos, ambas equipadas para deficientes motores e um pequeno espaço destinado a bar com sala de estar e vista para a piscina. Terá ainda uma sala de professores – primeiros socorros (com sanitários privativos e banho) em comunicação directa com o cais da piscina, vestiários e balneários.O Presidente da Câmara, Nelson de Carvalho, classificou a futura piscina como “um factor de desenvolvimento muito importante para a promoção da qualidade de vida, de oportunidades de recreio e lazer, mas também de aprendizagem e manutenção”. Mostrou-se também confiante no esforço de mobilização da comunidade local para “a utilização e rentabilidade social” deste equipamento, que, considera ter “todas as condições para funcionar de modo sustentado, uma vez que o Tramagal é o núcleo urbano mais significativo do concelho, depois da cidade”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...