uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
IC 3 consensual

IC 3 consensual

Assembleia Municipal de Chamusca discutiu traçados entre Chamusca e Almeirim

Os autarcas da Chamusca estão todos de acordo. O traçado do IC 3 que mais interessa a concelho é o que passa mais a sul da vila.

Edição de 26.01.2005 | Sociedade
A Assembleia Municipal de Chamusca reuniu na sexta-feira para discutir as propostas de traçado do troço Itinerário Complementar 3 (IC 3) entre Chamusca e Almeirim, cujas soluções estão em fase de estudo prévio. Em jogo estão duas alternativas: a Solução 1, que se afasta mais para sul da Estrada Nacional 118, e a solução 2, que passa mais perto da vila e da mesma EN 118. A assembleia escolheu por consenso o traçado que passa mais afastado da vila.Depois de uma curta explicação do presidente da câmara, Sérgio Carrinho (CDU) e dos vereadores Francisco Matias (CDU), Fernando Pratas (PS) e João Amaral Netto (PSD), os membros da assembleia não ficaram com muitas dúvidas de que o traçado da solução 1, a vermelho no mapa que foi apresentado, é o que melhor serve o concelho. E que por isso vai ser defendido por todos os autarcas da Chamusca em todos os passos que irão se dados até à construção final.Sérgio Carrinho e todo o executivo da Câmara Municipal da Chamusca defenderam a rápida discussão e chegada a consenso, para que não haja atrasos da parte das autarquias. “Esta é uma obra estruturante para esta região, que tem estado por demais abandonada”, afirmou o autarca.A opção pela defesa da solução 1 tem a ver com o facto de se afastar mais da vila, deixando assim um corredor de expansão muito mais desafogado para crescimento da zona urbana. Neste itinerário, existe um nó logo à saída da nova ponte, que fechará o troço entre Chamusca e Vila Nova da Barquinha, que se encontra em fase muito mais adiantada, que fará a ligação ao norte da vila.Haverá um outro nó a sul, que a câmara e a assembleia pretendem levar mais para junto da Estrada Nacional 253, que faz a ligação ao Alentejo, passando por Ulme e pelo Chouto, de forma a proporcionar uma melhor ligação a todo o interior norte do concelho.Entretanto, os autarcas deixaram cair a possibilidade da existência de um nó de ligação junto ao Senhor do Bonfim, porque isso iria trazer o trânsito muito para o centro da vila. E preferem defender a possibilidade de criação de um nó de ligação a Vale de Cavalos. Para já o que esteve em cima da mesa foi um estudo prévio, que “ainda vai dar muitas voltas até chegar ao projecto correcto”, garantiu Sérgio Carrinho, que no entanto defendeu a urgência em debater estas questões, “porque é importante fazermos sentir que sobretudo esta região necessita do IC 3, para poder crescer e desenvolver-se”. No final foi votado por unanimidade um documento onde é expresso o total consenso na aprovação da solução 1 do estudo prévio apresentado, e é clamada a urgência do desenvolvimento do projecto e a sua construção.
IC 3 consensual

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...