uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Museu do Neo-realismo garantiu financiamento

Edifício vai custar cinco milhões de euros e Estado paga metade
Edição de 02.02.2005 | Cultura e Lazer
O Museu do Neo-realismo vai avançar este ano. O concurso público para a adjudicação deve ser lançado em Fevereiro. A edificação está orçada em cinco milhões de euros (um milhão de contos). A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e a associação promotora garantiram o financiamento de metade do valor junto da gestora do Plano Operacional da Cultura (POC). O projecto, elaborado pelo arquitecto Alcino Soutinho, estava concluído no início de 2003. Sem financiamento, a associação promotora e a câmara não podiam avançar com a obra. A primeira candidatura apresentada pela Câmara de Vila Franca de Xira e pela Associação Promotora do Museu do Neo-realismo (APMN) foi rejeitada. Segundo a presidente da câmara, Maria da Luz Rosinha, as verbas do POC para a região de Lisboa já estavam esgotadas. Como outras obras com financiamento assegurado no POC não avançaram, em tempo útil, a unidade de gestão fez uma nova distribuição das verbas e contemplou o projecto de Vila Franca de Xira.A Associação Promotora do Museu do Neo-realismo também aplaudiu a decisão da gestora do POC. António Redol, filho do escritor Alves Redol e um dos principais mentores da iniciativa, confessou que tinha algum receio que os prazos se dilatassem e que a obra não fosse contemplada neste Quadro Comunitário de Apoio (QCA). O responsável elogiou o apoio da câmara e, particularmente, da sua presidente e mostrou-se convicto do envolvimento financeiro dos mecenas e das empresas. Depois de concluída a obra ainda haverá “muito dinheiro” para gastar no mobiliário e instalação do museu.O Museu do Neo-realismo funciona, desde a sua criação há mais de 25 anos, no antigo edifício da biblioteca municipal, em frente dos Paços do Concelho. As instalações consideradas “provisórias” são exíguas e não garantem a segurança do valioso acervo. O novo museu será construído no centro da cidade. O Pátio do Casquinha, que é hoje um parque de estacionamento da Junta de Freguesia, é o terreno reservado para o museu que promete ser uma referência cultural do país na cidade de Vila Franca de Xira.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...