uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Estancar a sangria dos melhores atletas do distrito

Judo Clube do Ribatejo um projecto pioneiro
Edição de 02.02.2005 | Desporto
A ideia da criação de um clube que albergasse os melhores judocas ribatejanos, já vinha a ser equacionada há alguns anos, por dirigentes, atletas, pais e técnicos. Mas só agora foi possível passar da ideia à concretização do projecto com a criação do Clube de Judo do Ribatejo, que passa a aglutinar os mais fortes judocas do distrito.Segundo o presidente do novo clube, Alberto Silva, o Judo Clube do Ribatejo, que vai ficar sedeado na Golegã, nasceu para fazer o enquadramento e a fixação dos judocas de média e alta competição, que quando por motivo de estudos deixam o distrito, paravam ou iam reforçar clubes de outros distritos. “Como aconteceu com Nuno Delgado e outros judocas que têm fortalecido clubes principalmente de Lisboa”, recorda o dirigente.Para já são 19 os judocas que passaram a representar o Clube de Judo do Ribatejo, oriundos da Casa do Benfica em Santarém, Casa do Povo de Rio Maior, Sport Clube Operário de Cem Soldos e Clube de Competição de Torres Novas, clubes que desde a primeira hora apoiaram a criação do projecto. “Mas o clube está aberto para receber judocas de outros clubes do distrito, ninguém é discriminado”, garantiu Alberto Silva.O enquadramento técnico destes atletas, é feito pelo treinador cubano, Ronaldo Veitia, que é simultaneamente o técnico da Associação de Judo do Distrito de Santarém, que vai duas vezes a Lisboa, às instalações da Federação Portuguesa de Judo, onde se juntam os atletas que estudam na capital, e ali treinam com ele.A fixação da sede do clube na Golegã teve a ver com a existência ali do Centro de Alto Rendimento, que está apetrechado com as condições indispensáveis para o desenvolvimento da modalidade. “Também ali os jovens treinam uma ou duas vezes por semana, sendo para isso transportados ou pelos pais ou por responsáveis do clube”, referiu Alberto Silva.Aliás, a dedicação e a ajuda dos pais é destacada por Alberto Silva como decisiva para o sucesso do novo clube. “Os pais dos jovens judocas têm tido um papel determinante no desenvolvimento da modalidade, por isso a continuação do seu empenho e da sua dedicação no acompanhamento dos seus filhos, vai ser decisivo para que o Judo Clube do Ribatejo consiga concretizar os seus objectivos”, refere.Sem que percam a ligação aos seus clubes de origem, os judocas que já passaram para o Judo Clube do Ribatejo, já começaram a mostrar a valia do projecto, com as vitórias alcançadas nos campeonatos nacionais, a participação em selecções nacionais e distritais, e sobretudo com a representatividade do judo do distrito de Santarém.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...