uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Mais difícil do que parece

Mação foi mais feliz e venceu 3-1 a União de Chamusca

A vitória do Mação frente à Chamusca foi bem mais difícil do que aquilo que o resultado deixa transparecer. A equipa chamusquense bateu-se bem e os maçanenses sentiram enormes dificuldades para conquistarem os três pontos. Os golos que lhes valeram a vitória foram marcados nos últimos minutos de um jogo quase sempre mal jogado.

Edição de 02.02.2005 | Desporto
Quem esperava uma grande superioridade do Mação frente à União da Chamusca, no jogo realizado este domingo, enganou-se por completo. Os unionistas entraram melhor no jogo e, logo aos sete minutos, na marcação de um livre directo, César Piedade obrigou o guarda-redes do Mação, Rui Forte, a difícil defesa para canto, mostrando cedo que não vinha ali para facilitar a vida aos comandados de Mazo.O treinador Mário Lázaro colocou a sua equipa em campo numa clara opção de exploração do contra-ataque. Um avançado, Marco Santos, muito rápido na frente; dois médios criativos, César Piedade e Pedro Neves, para pautarem o jogo e abrirem bem nas alas, quando a equipa atacava; e dois trincos e um médio Tiago Silva, mais livre. Com este sistema, e o acerto defensivo dos jogadores mais recuados, manietou a equipa do Mação. Por isso as oportunidades de golo na primeira parte foram muito poucas e os guarda-redes foram pouco mais do que espectadores. A perdida que mais deu nas vistas aconteceu aos 30 minutos, para o Mação, quando Gonçalo Francisco, com um passe de grande categoria, isolou Adilson, que só com Rodrigo pela frente atirou ao lado.O nulo que se registava ao intervalo reflectia o que se passou dentro das quatro linhas. Nenhuma das equipas se sobrepôs à outra. O jogo foi sempre algo confuso, os jogadores sentiam alguma dificuldade no domínio da bola devido ao pelado muito duro e ao vento que se fez sentir.Na segunda metade do encontro o cariz do jogo pouco se alterou. Continuou a ser mais de luta do que de futebol bem jogado. Contudo, o Mação chegou cedo à vantagem. Aos 50 minutos, após a marcação de um canto, a defesa chamusquense atrapalhou-se e não conseguiu tirar a bola da área. Adilson foi mais lesto e rematou para o fundo da baliza defendida por Rodrigo.Mário Lázaro não hesitou e fez logo a seguir duas substituições. Tirou os apagados César Piedade e Pedro Neves, colocando no seu lugar dois jogadores com características mais atacantes: Singéis, que se foi colocar entre os centrais do Mação, e Condeço, um jogador rápido a entrar pelo flanco esquerdo.Arriscou e petiscou. Aos 69 minutos, numa jogada rápida pela direita, a bola foi colocada na área, Singéis acorreu ao cruzamento, estorvou os centrais e o guarda-redes Rui Forte, a bola sobrou para Marco Santos, que bateu o guarda-redes do Mação, restabelecendo a igualdade.Mazo sentiu que a sua equipa tremeu e resolveu entrar no jogo, substituindo o jovem Fernandes, que tinha entrado a substituir o lesionado João Ferreira. Contudo o jogo continuou muito equilibrado, e só nos últimos minutos as coisas se alteraram.Aos 90 minutos, o meio campo chamusquense teve uma comprometedora perda de bola, que foi colocada de imediato em João Branco. Este correu pela direita e centrou para a área, onde apareceu desmarcado Adilson a bater Rodrigo.Mas o jogo não acabou aqui. Logo na jogada de reatamento, a União da Chamusca criou um lance de grande perigo. A bola, cruzada da direita, apanhou Condeço desmarcado, e de primeira atirou forte. A bola bateu na barra e ressaltou para a frente da baliza, só não entrando por mero acaso.Na sequência deste lance, já em período de compensação, a defensiva maçanense aliviou com um pontapé para a frente, João Branco correu com dois defesas, que se atrapalharam mutuamente. Rodrigo saiu da baliza, pontapeou a bola que bateu em João Branco e ressaltou para dentro da baliza, estabelecendo assim o resultado, que acaba por ser demasiado pesado para aquilo que a equipa chamusquense produziu em campo.Boa actuação da equipa de arbitragem chefiada por Filipe Custódio.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...