uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

O Vestido de Noiva

Tradições que vêm de longe

Contrariamente à tradição actual, o vestido de noiva não era branco. O azul era o símbolo tradicional da pureza, embora o vestido pudesse ser de qualquer outra cor. É também na Idade Média que a liga passa a ser parte integrante da indumentária de uma noiva.

Edição de 10.02.2005 | ESPECIAL CASAMENTOS
As floresOs Cruzados que regressavam da Terra Santa trouxeram consigo uma tradição Islâmica: a flor de laranjeira. Estas flores eram, no entanto, muito caras e apenas os nobres as podiam comprar.O bolo de noivaO bolo de noiva teve a sua origem numa antiga tradição Romana que consistia em partir um pequeno pedaço de pão sobre a cabeça da noiva, a fim de lhe desejar fertilidade.O bolo de noiva de “andares” teve a sua origem na Idade Média. Era costume os convidados trazerem pequenos bolos que eram colocados uns em cima dos outros. Os noivos tentavam então beijar-se sobre os bolos sem os derrubar para dar sorte e prosperidade. Os presentes de casamento  Na Idade Média, pelo menos três presentes de casamento eram trocados. A família da noiva era responsável pelo dote da noiva. À família do noivo cabia o papel de dar aos noivos uma casa apro-priada, bem como um rendimento adequado. O sacerdote que celebrava o matrimónio recebia o terceiro presente.Os presentes de casamento incluíam ainda pequenas peças de mobiliário que o noivo oferecia à noiva na manhã após o casamento ser consumado. Este “presente da manhã” ou “oferta de agradecimento” era dado para compensar a noiva pela perda da sua virgindade.A festa de casamentoOs casamentos medievais, quando celebrados entre membros da nobreza, tinham muitas vezes lugar nos seus castelos. Eram grandes festas com vários divertimentos e comida farta. Nesse dia, os mendigos vinham de longe para receberem as sobras do banquete e era tradição o senhor do castelo libertar alguns prisioneiros.Entre os camponeses os casamentos eram celebrados na casa da noiva. Toda a aldeia se reunia para festejar a ocasião e presentear os noivos com alguns utensílios de madeira e outras ferramentas. Como não havia dinheiro para alianças, era tradição que uma moeda partida fosse dada à noiva, sendo a outra metade entregue ao noivo. Outra tradição era atirar sementes ou grãos de trigo aos noivos para lhes desejar uma família numerosa.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...