uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Duas cabeçadas na crise

Duas cabeçadas na crise

Alverca continua em último mas está mais perto da zona de manutenção

Duas cabeçadas certeiras, uma de Pedro Neves, outra de Keita, ambas na sequência da marcação de pontapés de canto, valeram ao Alverca os três pontos no confronto com o Portimonense. A equipa ribatejana continua no último lugar da Liga de Honra, mas está agora a apenas dois pontos da zona de manutenção.

Edição de 16.02.2005 | Desporto
O Alverca Futebol SAD venceu este domingo o Portimonense por 2-0, em encontro da 21ª jornada da Liga de Honra. Uma vitória inquestionável da equipa ribatejana, que construiu o resultado durante os primeiros 45 minutos e esteve irrepreensível na segunda metade, onde geriu bem a vantagem, apesar do nervosismo demonstrado por alguns jogadores.O primeiro quarto de hora foi de tédio quase completo, com a bola quase sempre a meio campo, e a primeira jogada de verdadeiro perigo aconteceu aos 19 minutos. Vargas pegou na bola junto à lateral esquerda, foi fintando jogadores a caminho da zona central e à entrada da área rematou cruzado com a bola a rasar o poste direito da baliza adversária.A resposta do Portimonense surgiu aos 29 minutos. Serjão ganhou a bola à defesa do Alverca, que ficou a pedir falta em vez de acompanhar o lance e o avançado dos visitantes rematou ao lado do poste, quando tinha apenas Bruno Fernandes pela frente.Dois minutos depois, na sequência de um pontapé de canto marcado pelo capitão Júnior, Pedro Neves salta mais alto que todos na zona de grande penalidade e cabeceia acertadamente para o fundo da baliza de Nuno Ricardo. O guarda-redes ainda se esticou mas a bola saiu direitinha ao ângulo superior direito, sem hipóteses de defesa.A ganhar por 1-0 o Alverca ganhou confiança e o Portimonense pareceu quebrar. Cinco minutos depois do golo, o lateral direito Marco Airosa subiu pelo seu flanco e cruzou para o segundo poste, onde Vargas aparecia desmarcado. Só que a bola saiu demasiado alta e perdeu-se pela linha lateral.Em cima do apito final da primeira parte, num lance muito semelhante ao do primeiro golo, o Alverca ampliou a vantagem. Júnior voltou a bater o canto do lado esquerdo, há um jogador do Alverca que deu um primeiro toque e o senegalês Keita, que fez no domingo o segundo jogo pela equipa ribatejana, marcou o seu primeiro golo, colocando o marcador em 2-0, mesmo em cima do intervalo.Na segunda parte, o vento começou a fazer-se sentir com grande intensidade e o futebol perdeu qualidade. António Pacheco, internacional português que se destacou ao serviço do Benfica e do Sporting e que agora treina o Portimonense, tentou reforçar o ataque da sua equipa mas sem grandes resultados.Do outro lado, o treinador do Alverca, José Lima, não se cansou de dar instruções para dentro do campo e os ribatejanos estiveram próximos do 3-0. Aproveitando o balanceamento ofensivo do Portimonense, Marco Airosa voltou a subir pelo seu flanco e cruzou para Vargas que desviou ao lado da baliza algarvia.O guarda-redes Bruno Fernandes, talvez o jogador mais nervoso do Alverca quase que comprometia. Nos minutos finais o guardião falhou pelo menos duas intercepções de bola na sua zona de acção e na última delas, aos 86 minutos, valeu que o remate do jogador do Portimonense bateu num emaranhado de pernas porque a baliza estava desguarnecida.O 2-0 final acaba por se ajustar ao que se passou em campo. O Alverca esteve bem melhor na primeira parte e soube gerir a vantagem no segundo tempo. O trio de arbitragem chefiado pelo internacional António Costa realizou uma arbitragem mediana, com varias confusões no julgamento de alguns lances.Esta foi a segunda vez que o Alverca marcou dois tentos num jogo esta época (o outro foi no campo do Desportivo das Aves) e esta vitória colocou ponto final a uma série de quatro derrotas consecutivas da equipa ribatejana. Ainda não deu para sair do último lugar e da zona de despromoção, mas a chamada linha de água está agora a dois pontos, quando antes da jornada estava a quatro.
Duas cabeçadas na crise

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...