uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Santarém afundou nos minutos finais

Americanos estiveram irreconhecíveis frente ao F.C. Porto
Edição de 16.02.2005 | Desporto
A equipa de basquetebol masculino de Santarém perdeu este fim-de-semana com o FC Porto por 89-61 (28 pontos de diferença), em jogo a contar para a 17ª jornada da Liga profissional.As limitações naturais do Santarém foram colmatadas por uma vontade imensa de ganhar, no entanto, uma apetrechada defesa portista foi sempre bem sucedida em travar a acção ofensiva contrária sempre que tal se mostrou necessário. E foi mesmo em termos defensivos que os azuis e brancos roçaram a perfeição, limitando Gabe Martin (5 pontos, 5 ressaltos) e obrigando Nick Neumann (11 pontos, 9 ressaltos, 4 roubos de bola) a lançar em áreas longe do cesto, pois Ian Stanback (17 pontos, 8 ressaltos, 4 roubos de bola) e/ou Elvis Évora não deram muitos espaços às principais peças dos escalabitanos. Acabou por ser através de acções de Tiago Barreiro e Luís Machado (12 pontos, 3 ressaltos) que o Santarém Basket conseguiu encontrar soluções no jogo exterior, combinando para 10 dos 14 pontos no final do primeiro período.Contudo, os recentes actuais campeões nacionais e finalistas da Taça da Liga já levavam 10 pontos à maior em igual altura do encontro, com o inevitável Heshimu Evans a concretizar 9 dos 24 pontos dos dragões.Até ao intervalo, os ribatejanos, embora terminassem o segundo período com um parcial de 14-14, andaram sempre atrás do marcador, tendo a diferença chegado aos 16 pontos (32-16, 34-18 e 36-20). Quando os jogadores foram para o descanso, o marcador assinalava 38-28.No reinício da partida, nada de novo, assistindo-se a um jogo atípico e nem sempre bem jogado. Os bases Ricardo Rodrigues (8 pontos) e Miguel Salvador (13 pontos) foram duas peças em destaque no esquema de José Monteiro. Sendo que o primeiro conseguiu 8 dos 18 pontos da equipa no período.À entrada para o último quarto, o Porto liderava por 13 pontos, 59-46, antes de Miguel Salvador iniciar um parcial de 0-7, que Tiago Barreiro (8 pontos, 3 roubos de bola) concluiu para colocar o Santarém a apenas seis pontos (59-53). Provavelmente receando que o relaxar da equipa levasse aos momento de aflição que foram vividos até aos segundos finais do jogo inaugural da primeira volta, disputado em Santarém, Luís Magalhães pediu um desconto de tempo. E com a paragem trocou Nick Jones por José Costa e o rumo dos acontecimentos alterou significativamente, primeiro com um concludente 10-1 (69-54), e depois com a defesa portista a permitir apenas mais um cesto de campo ao adversário até ao apito final, sendo que os restantes cinco pontos conseguidos pelos escalabitanos foram da linha de lance livre. O resultado final (89-61) não deixa dúvidas quanto à justiça da vitória dos dragões.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...