uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Febras e música no maior comício de sempre

CDS/PP enche auditório do CNEMA, em Santarém
Edição de 16.02.2005 | Política
O grande auditório do Centro Nacional de Exposições (CNEMA) quase encheu na noite de sexta-feira na Festa das Famílias que o CDS/PP organizou para marcar a campanha eleitoral em Santarém e na região. O concerto do grupo All Stars, os porcos no espeto, a gala equestre e muita cerveja a preços módicos ajudaram a atrair muita juventude ao espaço onde as intervenções políticas do líder do partido, Paulo Portas, e do cabeça de lista por Santarém, Nuno Fernandes Thomaz, constituíram os momentos de maior fervor político.Paulo Dias, 26 anos, camisola do CDS vestida, encontra-se sentado no chão junto ao palco, aguardando que a música comece. É um dos que juntou a simpatia partidária ao gosto pela música. Paulo é um dos muitos jovens com quem o seu homónimo Portas disse contar para eleger o segundo deputado do CDS por Santarém. A meta ficou bem clara quando, na hora dos discursos, se dirigiu ao líder da distrital e número dois da lista, Herculano Gonçalves, como “futuro segundo deputado do CDS”.Antes, o cabeça de lista por Santarém, Nuno Fernandes Thomaz, não escondeu a euforia perante a casa cheia. Mesmo que algumas das claques de apoio, que o obrigaram a saltar em palco e a abandonar o ar formal, tivessem vindo de outros distritos, como Leiria. O ainda secretário de Estado dos Assuntos do Mar foi breve mas arrebatou as cerca de mil pessoas com críticas aos socialistas e, sobretudo com os projectos para a região. Alguns verdadeiramente peregrinos como o de construir um Museu da Bíblia no norte e um parque temático como a Eurodisney no sul. Outros com patente já registada no passado, como a navegabilidade do Tejo “nalguns troços”. E ainda nova menção à necessidade de se apostar na criação de mais hotéis de cinco estrelas e de mais campos de golfe.Nuno Fernandes Thomaz fez ainda questão de assumir perante o auditório que as suas ligações ao Ribatejo não são umbilicais. “Vou a Fátima, vou a umas toiradas, vim ver uns amigos, mas nada mais”. Mas garantiu que vai fazer mais por esta região do que os deputados dos outros partidos e elegeu os socialistas como adversários directos. “Cada voto no CDS é um voto a menos no PS”, disse perante os aplausos da plateia.Uma plateia que deixou também Paulo Portas sem dúvidas: este foi o maior comício de sempre do CDS em Santarém. Mas, infelizmente para o seu partido, muitos dos jovens ali presentes ainda não têm idade para votar nestas eleições.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...