uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Os ilustres desconhecidos

Os ilustres desconhecidos

Quase ninguém conhece os candidatos dos pequenos partidos

Para além dos grandes partidos que tentam passar a sua mensagem em comícios e em acções de propaganda, há pequenas forças políticas que disputam os votos dos eleitores sem grandes alardes. Os seus candidatos são ilustres desconhecidos na região. Para todos os efeitos, só existem no boletim de voto.

Edição de 16.02.2005 | Política
Só um protesto enviado por correio electrónico, por não ter sido convidado para o debate entre cabeças de lista organizado por O MIRANTE, permitiu à nossa redacção saber que o Partido Nacional Renovador (PNR) iria concorrer pelo círculo de Santarém às legislativas de 20 de Fevereiro e que tinha um cabeça de lista chamado Humberto Nuno de Oliveira. Desconhecido na região, mas com raízes familiares em Tomar e Benavente, como fez questão de referir no mail, o candidato fez sobretudo campanha virtual através da Internet. Num blog - http://santarem-nacional.blogspot.com - que será ignorado pela esmagadora maioria dos ribatejanos. Embora no último sábado tenha decidido aparecer em várias cidades e vilas da região para distribuir propaganda. Humberto Oliveira destaca-se de outros candidatos quase “invisíveis” não só pelo facto de ter dado sinal de vida como por fazer referência no seu programa à região onde se candidata. “O Ribatejo é sem dúvida uma terra de encanto e tradições únicas neste nosso Portugal. Considero-me um acérrimo defensor das tradições e dos elementos que asseguram a nossa diversidade no único conceito de Europa que concebo: o de uma Europa de pátrias soberanas e orgulhosas do seu passado e diferenças”, diz no seu blog. Mais um defensor assumido das tradições que esclarece ainda que “o PNR é favorável a uma clara limitação dos mandatos e, sobretudo, dos escandalosos privilégios inerentes aos mesmos”. Uma posição deixada via internet em resposta a um desafio colocado também na net pela cabeça de lista do Partido Nova Democracia (PND) por Santarém.Sara Marques é outra ilustre desconhecida para os eleitores ribatejanos. A advogada é oriunda do Porto e terá um conhecimento superficial da região, apesar de ter participado nalgumas tímidas iniciativas, como uma acção de rua na manhã de terça-feira, em Santarém. Mas não houve um comício, uma sessão de esclarecimento, uma conferência de imprensa onde se pudesse conhecer o programa e a lista. Se não fossem os cartazes com a figura do líder Manuel Monteiro, o partido não sairia do anonimato.Seria mais um a juntar-se a forças políticas como o Partido Operário de Unidade Socialista (POUS), o Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP) ou o Partido Humanista (PH). Não há um cartaz, um saco de plástico, um prospecto, um comunicado para as redacções a dar sinal da sua existência no distrito de Santarém ou das suas propostas.Mas eles existem e os eleitores darão conta da sua existência quando virem a sigla e o símbolo no boletim de voto. Do que duvidamos é que venham a saber quem são os seus cabeças de lista. Aliás nem o próprio Secretariado Técnico dos Assuntos para o Processo Eleitoral (STAPE) tem disponível o nome dos candidatos do POUS ou do PNR por Santarém ou Lisboa.Já do PCTP ficámos a saber, após pesquisa no site do STAPE, que avançam em Santarém como José Duarte da Conceição e em Lisboa com o histórico Garcia Pereira. O Partido Humanista apresenta Mónica Madureira em Santarém (único nome da lista) e Pedro Braga em Lisboa. Para que conste.João Calhaz
Os ilustres desconhecidos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...