uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Gravuras de Júlio Pomar em Azambuja

Um conjunto de gravuras abrangendo o período neo-realista, a tauromaquia e a série Dom Quixote da autoria de Júlio Pomar, estão em exposição, desde sábado, na galeria da Biblioteca Municipal da Azambuja.A exposição, patente até 3 de Abril, pode ser visitada de terça-feira a sábado das 10h30 às 18h30.

Edição de 23.02.2005 | Cultura e Lazer
A mostra apresenta um total de 26 gravuras, algumas das quais inéditas, do período compreendidos entre os anos 1950 e 1960, início do percurso do artista como gravador.As obras expostas centram-se em várias temáticas, entre as quais o período neo-realista, a tauromaquia, com destaque para o toureiro e as largadas de toiros, a série Dom Quixote e ainda uma outra sobre “Animais Sábios”.Em 1956, em conjunto com outros artistas, como Rogério Ribeiro e José Júlio, funda a Gravura, cooperativa de produção e divulgação de obras gráficas, da qual foi o principal animador até 1963.Júlio Pomar (nascido em 1926) é um dos nomes mais importantes da arte contemporânea portuguesa, várias vezes premiado a nível nacional e internacional.O artista realiza a sua primeira exposição em 1942, em conjunto com Vespereira, Azevedo e Pedro Oom.A primeira exposição retrospectiva da sua obra foi organizada em 1978 pela Gulbenkian, tendo sido exibida em Lisboa, Porto e Bruxelas.Do seu curriculum constam ainda mostras individuais em galerias nacionais e estrangeiras, bem como a distinção com vários prémios e condecorações.Em 1994 realiza a decoração da estação de metropolitano do Alto dos Moinhos, adoptando como tema quatro poetas ligados à cidade de Lisboa - Camões, Bocage, Pessoa e Almada Negreiros.No ano passado, em 2004, o Sintra Museu de Arte Moderna inaugurou a retrospectiva “Pomar Autobiografia”, na qual foram apresentadas obras criadas entre 1944 e 2004.Lusa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...