uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Campo de Futebol da Chamusca vai ser totalmente remodelado

Campo de Futebol da Chamusca vai ser totalmente remodelado

Obras vão ultrapassar os 600 mil euros

O campo de futebol da Chamusca vai ser totalmente remodelado. A curto prazo, numa primeira fase, serão construídas bancadas, arrecadações e balneários, na segunda fase será construído um relvado sintético. Ao todo as obras deverão rondar um milhão de euros.

Edição de 23.02.2005 | Desporto
O contrato de financiamento da primeira fase das obras de remodelação do Campo de Futebol da Chamusca foi assinado na sexta-feira, pelo presidente da direcção do União Desportiva de Chamusca (UDC), Fernando Milheiro, e pelo vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT), Fernando FerreiraEsta primeira fase, que inclui a remodelação total das instalações do campo de futebol, construção de bancadas, arrecadações e balneários, é apoiada pelo Ministério das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente, com uma verba de 443 mil 857 euros, correspondente a setenta por cento do custo total da obra, que na sua totalidade vai ultrapassar os 600 mil euros. Os restantes trinta por cento vão ser suportado pela Câmara Municipal da Chamusca.A UDC é a dona da obra, para isso foi estabelecido entre a Câmara Municipal de Chamusca e o clube um contrato de comodato, que lhe atribuiu a posse do recinto durante 25 anos. “Ficando no entanto salvaguardado o uso do recinto por parte da população do concelho”, garantiu o presidente da câmara, Sérgio Carrinho.Durante a cerimónia de assinatura do contrato foi mostrado o trabalho efectuado no concelho ao nível de recintos desportivos. Sérgio Carrinho voltou a afirmar como é difícil gerir um concelho com uma área tão grande e com tão pouca população como é o da Chamusca. “Esta é uma candidatura com 10 anos, e é um exemplo de que sabemos esperar, porque tudo é possível de fazer com a rede existente, entre o poder central, o poder local e as pessoas quando há vontade de fazer e de trabalhar”, acrescentou.Fernando Milheiro não escondia o contentamento que a assinatura deste contrato lhe conferia. “Estamos satisfeitos, esta obra é decisiva para a dinâmica que pretendemos implementar no clube, e de capital importância para a juventude de todo o concelho”, afirmou.O dirigente explicou que esta é a primeira fase da obra. A segunda vai ser a colocação de um piso sintético, que vai custar mais 300 mil euros. “Já tem a candidatura entregue na CCDRLVT, e sei que vai ser em breve apresentada a despacho do secretário de Estado”, disse Fernando Milheiro, garantindo que o União Desportiva de Chamusca vai continuar a trabalhar sobretudo nas camadas de formação.“Não vamos descurar o trabalho da equipa sénior, porque esse escalão é indispensável para trazer os adeptos para o clube, mas queremos dinamizar ainda mais o futebol jovem. Temos neste momento cerca de oitenta atletas e queremos aumentar esse número com a constituição de equipas de juvenis e juniores, por isso estes melhoramentos são de capital importância para o futuro”, disse o presidente.Fernando Milheiro quis ainda chamar a atenção para o facto de ser necessário mais gente para ajudar no trabalho do clube. “Somos poucos. Precisamos de mais gente a ajudar”, disse ao mesmo tempo que destacava o apoio dado pelos pais dos jogadores das camadas jovens. “Têm reconhecido o trabalho que efectuamos com os seus filhos, e não nos têm faltado com o apoio, principalmente em relação às deslocações, por isso estas obras são também para eles”, disse.
Campo de Futebol da Chamusca vai ser totalmente remodelado

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...