uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Dois jogos duas derrotas

Dois jogos duas derrotas

Santarém Basket perdeu com Benfica e Barreirense

A equipa de basquetebol de Santarém perdeu mais dois jogos para a liga profissional. No sábado, frente ao Benfica, a equipa ribatejana perdeu por 12 pontos. Na terça-feira, em casa, foi derrotada pelo Barreirense por 11 pontos.

Edição de 23.02.2005 | Desporto
Santarém Basket e Barreirense proporcionaram esta terça-feira um pobre espectáculo em jogo a contar para 19.ª jornada da Liga TMN. A equipa escalabitana começou bem o jogo, com triplos de Gabe Martin, Miguel Salvador e Luís Machado, mas cedo se percebeu que era sol de pouca dura. Na primeira parte o desacerto dividiu-se pelas duas equipas, ainda que a equipa da casa tenha estado menos mal. Miguel Salvador era o motor do ataque escalabitano, mas com algumas falhas defensivas os jogadores de José Monteiro nunca se conseguiram superiorizar no marcador. Pelos poucos argumentos que as duas equipas mostraram no primeiro período o resultado não espanta ninguém, 19-23. Para o segundo período a toada do jogo foi idêntica com Salvador a carregar a equipa às costas, e o Barreirense a cair de rendimento em relação ao primeiro tempo. A equipa de José Monteiro conseguiu iniciar os segundos 10 minutos com uma sequência de 9-2, mas José Luís Damas, percebendo que estava a perder terreno, parou o jogo e a história da partida inverteu-se um pouco, mas sem que o Barreirense conseguisse passar de novo para a liderança. O intervalo chegou com o Santarém a vencer por 41-37, mas exigia-se mais das duas equipas para a segunda parte. O Barreirense surgiu na segunda parte totalmente transfigurado para melhor e os escalabitanos entraram apáticos e sem capacidade de reagir ao bom acerto dos visitantes. Sem Luís Machado, Nick Neumann, Tiago Barreiro e Gabe Martin nos melhores dias, o Santarém Basket ressentiu-se e o Barreirense disparou no marcador sem que José Monteiro conseguisse alterar o rendimento dos seus jogadores. A vantagem no final do terceiro período por 53-60 aceita-se perfeitamente.Nos últimos dez minutos, o Santarém Basket voltou a mostrar vontade para dar a volta aos acontecimentos. No entanto foi tarde e o Barreirrense ainda tirou maior proveito da audácia dos jogadores de José Monteiro. A diferença de 11 pontos (81-92) para o Barreirense é justa e só o cansaço da partida com o Benfica no sábado justifica tão pobre exibição. Entretanto o Santarém Basket aproveitou a conferência de imprensa para comunicar que Ricardo Rodrigues é a primeira renovação para a próxima temporada. “Estou satisfeito pela primeira volta que fizemos, mas podemos fazer mais. Fico contente por o Prof. José Monteiro acreditar em mim”, afirmou o jogador. Derrota com o Benfica por doze pontosNo sábado, a equipa de Santarém tinha jogado no Pavilhão do Benfica, tendo perdido com os encarnados por 92-104. A formação de Santarém apresentou-se na Luz extremamente competitiva perante um conjunto benfiquista cuja subida de rendimento em muito se tem devido à contratação de Alpha Bangura. A qualidade do extremo norte-americano é evidente no próprio ritmo a que joga, muito acima da grande maioria dos jogadores desta liga, e que lhe permite penetrar insistentemente com sucesso na área adversária (marcou 11 lançamentos de dois pontos em 16 tentativas) ou então provocando faltas (9). Refira-se ainda que foi o melhor marcador, com 32 pontos apontados.Desta vez os americanos de Santarém estiveram em bom plano. Nick Neumann, com 27 pontos e 14 ressaltos, foi o melhor da equipa, lançando de meia-distância de todas as posições e normalmente sem oposição. Gabe Martin, com 28 pontos, também esteve a bom nível.O Santarém entrou melhor no jogo e venceu o primeiro período por 30-29 e o segundo por 22-21. Ao intervalo, a vantagem de dois pontos da equipa ribatejana (52-50) deixava tudo em aberto para o segundo tempo. Mas aí o Benfica foi mais forte. Os encarnados venceram o terceiro período por 27-19 e o quarto por 27-21. A diferença de qualidade nos bancos foi fundamental para a diferença final no marcador (104-102).Com estes resultados, a equipa escalabitana foi apanhada pelo Barreirense no nono lugar. Têm ambos cinco vitórias e quatro derrotas.
Dois jogos duas derrotas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...