uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

O abandono ao fim de vinte anos

Adelino Venâncio (PS), presidente da Junta de Freguesia de Alferrarede

Adelino Venâncio é um dos dinossáurios da política de Abrantes. Há quase 30 anos que ocupa o lugar de vogal na bancada socialista da assembleia municipal, primeiro como eleito directo e desde há 20 anos por inerência de cargo de presidente da Junta de Freguesia de Alferrarede.

Edição de 23.02.2005 | O poder local aqui tão perto
Natural de Alferrarede Velha, onde nasceu há 49 anos, Adelino Venâncio filiou-se no PS em Novembro de 1974 e militou neste partido até ao ano passado, altura em que por divergências com o presidente da Câmara Municipal de Abrantes e presidente da concelhia socialista, Nelson Carvalho, decidiu desfiliar-se. No centro da discórdia esteve o que o autarca da freguesia considerou um atraso na concretização das obras programadas. A avenida António Farinha Pereira foi a gota de água. “São problemas que já não vêm muito a propósito, de qualquer forma, actualmente, não tenho partido e não tenciono voltar a inscrever-me no PS”, diz.Antes do 25 de Abril de 1974, Adelino Venâncio pouco ou nada sabia de política. Em casa dos pais – uma família numerosa de parcos recursos – a situação do país não era tema de conversa. “Nunca se falava nessas coisas, talvez nas famílias mais abastadas com maiores contactos, mas em casa dos meus pais nada se dizia”.Adelino Venâncio foi, praticamente, o único dos sete irmãos que enveredou pela política. E fê-lo com 19 anos acabados de completar. “Quando fui trabalhar para o Pelicano – um café no centro histórico de Abrantes – era eu que abria e fechava a sede do partido”, recorda.A política está-lhe um pouco no sangue e não perde um telejornal. “O que gosto mesmo é de política”, afirma. No entanto, a sua carreira de autarca, segundo diz, está a chegar ao fim. Não tenciona recandidatar-se às próximas autárquicas, decisão que tomou há cerca de um ano para se ir habituando à ideia. “Custa abandonar, são muitos anos ligados à junta, mas acho que é altura”, continua.Pouco amante de desportos, confessa que é vagamente do Benfica, mas não perde tempo com o futebol. Adelino Venâncio divide o seu dia-a-dia entre o café no centro de Alferrarede e a junta de freguesia: “Felizmente que a minha mulher trabalha comigo e eu posso ausentar-me sempre que é necessário, desde que não seja por muito tempo seguido”, esclarece. Sente orgulho pelo que fez por Alferrarede e reparte esse sentimento por todas as equipas com que trabalhou tanto na câmara como na junta. “Quando fui eleito a primeira vez, Alferrarede não era nada do que é hoje. Não havia uma rua alcatroada”, recorda.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...