uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Esquerda vence em todas as frentes

Esquerda vence em todas as frentes

Socialistas elegem pela primeira vez seis deputados por Santarém

O PS foi o grande vencedor da noite de domingo também no distrito de Santarém. Pela primeira vez os socialistas elegeram seis deputados e superaram os 46 por cento de votos, obtendo mais 24 mil votos do que nas legislativas de 2002. Só em Ourém e Ferreira do Zêzere é que a onda rosa não se fez sentir.

Edição de 23.02.2005 | Política
Em contraponto, o PSD sofreu um duro revés, não passando dos 26% e perdendo 25 mil votos relativamente ao último sufrágio. Uma quebra que se traduziu na perda de um deputado, tal como aconteceu com o CDS/PP. Natália Carrascalão (PSD) e Nuno Fernandes Thomaz (CDS), figuras nacionais escolhidas para integrar as listas dos seus partidos, ficam à porta do Parlamento.A esquerda, aliás, venceu em toda a linha. A CDU conseguiu aguentar a deputada Luísa Mesquita e conquistou mais mil votos do que nas últimas eleições para a Assembleia da República. A CDU resistiu bem ao embate causado pela subida vertiginosa do Bloco de Esquerda, que terá surpreendido mesmo os seus apoiantes mais optimistas. Apesar de não terem eleito Joana Amaral Dias, os bloquistas obtiveram quase mais dez mil votos do que em 2002, atingido os 16 mil votos. E foram a terceira força mais votada em alguns concelhos, como Abrantes, Entroncamento e Torres Novas, à frente da CDU e do CDS.Os bloquistas ficaram a escassos mil votos do CDS, que não conseguiu eleger Nuno Fernandes Thomaz e viu partir quase três mil votos face a 2002. O desencanto nas hostes populares foi bem visível na noite eleitoral, com o líder da distrital a deixar algumas críticas ao modo como Thomaz foi imposto por Lisboa e à forma como foi conduzida a campanha na região.
Esquerda vence em todas as frentes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...