uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Caçador morreu de ataque cardíaco

Em Ulme
Edição de 23.02.2005 | Sociedade
Um homem de 61 anos residente em Ulme (Chamusca), foi encontrado morto na manhã de sexta-feira, 18 de Fevereiro, um dia depois de ter saído para ir à caça e não ter voltado. Segundo a família, Ilídio Godinho sofreu um enfarte e terá tido morte imediata.Ilídio Godinho saiu de casa pelas sete da manhã de quinta-feira para ir à caça, combinando com a família que voltaria pelas 13h00 para almoçar e para ir a uma consulta médica, marcada pelo seguro, devido a um acidente de trabalho que tinha sofrido. À hora marcada não voltou e a família, preocupada, deu o alarme, o que levou a que uma grande parte da população da vila de Ulme fosse à sua procura.Cerca das 18h00 foi chamada a Guarda Nacional Republicana, mas já “muito tarde” segundo o sargento Félix, comandante do posto da Chamusca, que chamou a divisão de cães de busca, até cerca das três horas da madrugada de sexta-feira procurou o desaparecido em vão. As buscas dos cães terão sido dificultadas pelo elevado número de pessoas que tentaram encontrar Ilídio.Cerca das oito da manhã, e seguindo as pistas dadas pelos cães, Ilídio Godinho foi encontrado já sem vida. Não havia sinais de crime. Segundo um familiar, a morte terá ficado a dever-se a um enfarte fulminante, provocado por algum esforço mais forte feito por Ilídio Godinho para apanhar um pombo que tinha abatido.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...