uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Espólio de Natércia Freire fica em Benavente

Herdeiros fazem doação à câmara
Edição de 23.02.2005 | Sociedade
São milhares de livros, algumas peças únicas e autografados pelos autores nacionais e estrangeiros. A família da poetisa benaventense Natércia Freire está disponível para doar todo o seu espólio literário à Câmara Municipal de Benavente. Numa carta dirigida à câmara, as herdeiras Ana Lúcia Serra Lino e Isabel Corte-Real manifestaram o desejo de fazer a doação para perpetuar a memória da escritora na sua terra natal. Natércia Freire morreu no dia 17 de Dezembro com 84 anos.A câmara aprovou por unanimidade pagar os custos da inventariação do espólio orçado em mil euros. A vereadora do PSD, Sílvia Ferreira sugeriu a criação de uma sala com o nome de Natércia Freire na Biblioteca Municipal de Benavente e a proposta mereceu acolhimento de toda a câmara. “Temos de conferir dignidade a este espaço. É um espólio único que devemos agradecer aos herdeiros da escritora”, disse o presidente da câmara. Natércia Freire foi uma das mais notáveis poetisas do século XX. Foi a vencedora do Prémio Nacional de Poesia em 1971 com “Os Intrusos. A escritora nasceu em 1920, em Benavente, em frente da Casa Calheiros onde está instalada a biblioteca e muito perto do calvário e da lezíria. Ainda antes da sua morte, a Câmara Municipal de Benavente tinha decidido lançar um concurso literário nacional com o seu nome. A autarquia já assegurou o patrocínio da Companhia das Lezírias no valor de cinco mil euros.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...