uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

O avio do mês

Cáritas de Vila Franca de Xira ajuda dezenas de famílias

Na pequena sala de espera da Cáritas de Vila Franca de Xira, no centro da cidade, Rosa Topa, 66 anos, aguarda tranquilamente com um saco de compras sobre o colo. Há já 10 anos que a mãe de 10 filhos, com dois netos à sua guarda, vem uma vez por mês buscar o avio de secos.

Edição de 23.02.2005 | Sociedade
Os pacotes de arroz, açúcar e leite são uma ajuda para equilibrar o orçamento familiar que vive apenas da pequena reforma do marido, pouco mais de 300 euros. “Elas só não dão o que não podem, mas mesmo assim é muito pouco para as crianças”, desabafa Rosa Topa, que ficou com a responsabilidade de criar dois dos quatro netos de uma filha toxicodependente.Todas as semanas, às quintas-feiras, Rosa Tropa passa na Cáritas para recolher alguns produtos frescos. Nas melhores semanas consegue levar para os netos, de seis e sete anos, alguns iogurtes e bolachas.A ex-trabalhadora rural, residente em Povos, que nunca descontou para a segurança social, veio bater à porta da instituição em 1995. Desde aí depende da ajuda da instituição para viver. Tal como Rosa Tropa muitas famílias recorrem ao auxílio da Cáritas. A instituição avalia os casos sociais com regularidade e apoia as situações de maior carência. O objectivo é auxiliar a família temporariamente. O caso dos idosos é mais dramático e o auxílio muitas vezes prolonga-se no tempo. “A população idosa normalmente não tem prazo. Têm pensões muito baixas e um grande custo com os medicamentos”, ilustra a coordenadora da instituição, Carla Pereira. Mas surgem também famílias com situação de pobreza “aparecida de repente” devido ao desemprego.A valência de atendimento social, que apoia cerca de uma centena de famílias, não tem o apoio da segurança social. É o Banco Alimentar Contra a Fome que fornece à instituição os géneros alimentares.O grande desejo da Cáritas é reforçar o avio que entrega às famílias, no valor de cerca de 30 euros. “O avio está longe de satisfazer as necessidades de uma família com um agregado de cinco e seis pessoas, muitas vezes crianças”, confidencia a técnica de serviço social, Andreia Coelho.Este ano, no Natal, tentaram sensibilizar as empresas para colaborar, mas a receptividade foi reduzida. Apenas uma empresa de frangos e outra de refrigerantes aderiram à iniciativa. No próximo mês de Abril a Cáritas vai voltar a fazer uma campanha de recolha de alimentos a 29 e 30 de Abril nos hipermercados da cidade.Além do atendimento social, a Cáritas Paroquial de Vila Franca de Xira, que começou como um grupo socio-caritativo há 28 anos até se tornar numa Instituição Particular de Solidariedade Social em 1986, funciona também com centro de dia, centro de convívio, apoio domiciliário e faz distribuição de roupas com o apoio dos voluntários da instituição.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...