uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Um mundo de pechinchas

Um mundo de pechinchas

Feira dos Stocks do Cartaxo entre 4 e 6 de Março

Depois da experiência de Torres Novas, segue-se o Cartaxo como palco de mais uma Feira dos Stocks. Os visitantes podem contar com uma vasta gama de produtos a preços baixos.

Edição de 02.03.2005 | Economia
A Associação Empresarial da Região de Santarém – Nersant organiza, entre 4 e 6 de Março, com a colaboração da Câmara do Cartaxo e da Associação de Comerciantes Local, a primeira edição da Feira dos Stocks do Cartaxo, a ter lugar no pavilhão municipal de exposições.Os comerciantes do Cartaxo e de outras regiões do país têm, na Feira dos Stocks, uma boa oportunidade de escoar as mercadorias que ficaram por vender após a época de promoções e saldos. Com isso ganham os clientes, que vão poder encontrar artigos va-riados a preços muito em conta. A variedade de artigos da exposição é vasta. De móveis, têxtil e vestuário, a calçado, marroquinaria, artigos de desporto, ferramentas, informática, livros, CD’s e materiais de construção, entre outras peças.Em paralelo com o sector de exposição e vendas, decorrerá também uma sessão diária de leilões, destinada a stocks de produtos em segunda mão e até de artigos pessoais de figuras do jet set português.A Feira dos Stocks vai ainda contar com uma feira outlet de marcas, onde irão estar representados produtos de conhecidas etiquetas (Adidas, Chevignon, etc…), além de animação com ranchos folclóricos e tasquinhas. Nas ruas do Cartaxo também vai haver animação, com andas e palhaços que vão promover o certame nos dias que antecedem a exposição. Para o presidente da Câmara do Cartaxo, a Feira dos Stocks irá ter impacto na região. Paulo Caldas entende que a feira irá também constituir um desafio ao sector terciário da cidade, considerando que o comércio local está a “precisar de um empurrão”. “Mas têm que marcar a diferença nos produtos e na forma de trabalhar, agora que o Cartaxo vai contar com melhores acessibilidades”, acrescentou. Uma opinião partilhada pelo presidente do Núcleo Nersant do Cartaxo, José Arruda, que sugeriu a alteração de horários e a melhor qualidade de atendimento como formas de ter um comércio mais forte no Cartaxo. “Há público e clientes”, constatou.O director-geral da Nersant, Filipe Martins, salientou a importância da feira, na promoção da dinâmica do comércio local, “acabando com alguns custos de armazenagem, no fim da época de promoções e saldos, sem se percorrer grandes distâncias”.Na Feira dos Stocks são esperados cerca de 60 expositores da região mas também de outras partes do país, número considerado bastante interessante, tendo em conta o custo de exposição. “Cada stand de nove metros quadrados custa 30 euros para as empresas do concelho do Cartaxo durante os três dias da feira”, destacou Filipe Martins. Os restantes expositores pagam 150 euros.A feira abre sexta-feira, 4 de Março às 18 horas, com encerramento à meia-noite. No sábado, o certame abre logo às 11 horas, encerrando às 00h00. No terceiro e último dia, domingo, a feira abre à mesma hora estando a conclusão da feira prevista para as 22 horas. As entradas são gratuitas.Depois da feira dos Stocks em Torres Novas e do Cartaxo, a Nersant prepara-se para avançar para a realização de certames idênticos Em Rio Maior, Ourém e na organização conjunta de Coruche e Benavente, todos no segundo semestre de 2005.
Um mundo de pechinchas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...