uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara de Alcanena distribui dinheiro por juntas

Edição de 02.03.2005 | Política
A Assembleia Municipal de Alcanena aprovou na reunião realizada na noite de sexta-feira, 25 de Fevereiro, a distribuição de um montante de 174,7 milhares de euros pelas 10 juntas de freguesia do concelho. Uma medida que surge no âmbito do acordo de transferência de competências da câmara para as juntas e de financiamento para o aluguer de maquinaria para a realização de obras.A proposta apresentada pela câmara municipal foi aprovada por unanimidade na assembleia. Ana Cláudia Coelho, líder da bancada social-democrata, manifestou dúvidas quanto à fórmula utilizada para apuramento da verba a atribuir a cada uma das freguesias. No entanto, como nenhum dos presidentes de junta se manifestou descontente, o voto laranja foi favorável.A verba para cada uma das juntas é calculada segundo uma expressão aritmética em que entram as percentagens da população e da área de cada freguesia em relação aos valores totais do concelho e coeficientes fixos. A fórmula é igual tanto para os financiamentos das competências delegadas – execução de passeios e valetas em toda a área de jurisdição da citada freguesia, excepto nos casos já assumidos ou a assumir pelo município de Alcanena – como para o aluguer de máquinas. Minde é a freguesia que mais verbas recebe (29.480 euros), porque embora seja a segunda em população – a primeira é Alcanena – é a maior em termos de área. A mais pequena em área é Vila Moreira e a menos populosa Louriceira. Vila Moreira é a freguesia que recebe uma menor verba (10.831 euros), seguindo-se por ordem crescente Espinheiro (13.277 euros), Moitas Venda (13.364 euros), Louriceira (14.543 euros), Serra de Santo António (15.111 euros), Malhou (15.155 euros), Bugalhos (17.863 euros), Monsanto (20.658 euros) e Alcanena (24.414 euros).

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...