uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Empresários têm a palavra

Empresários têm a palavra

Núcleo de Santarém do Cenfim reforça acções de formação em 2005
Edição de 09.03.2005 | Economia
Numa altura em que comemora 20 anos, o Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (CENFIM), através do Núcleo de Santarém, vai dispor de 61 acções de formação durante o ano de 2005. Um sinal para formandos e empresas de que a instituição está apta a dar resposta às suas necessidades. O ano de 2005 é fundamental para a consolidação do Núcleo de Santarém do Cenfim nas novas instalações do Centro de Formação Profissional de Santarém, desde meados de 2003.O plano de formação para 2005 do Núcleo de Santarém abrange empresários e quadros de empresas, fazendo ainda o levantamento da formação necessária no sector e as solicitações específicas do mercado para corresponder às necessidades da região.Falando para uma plateia de cerca de 60 representantes de empresas da região, o director do Núcleo de Santarém do Cenfim salientou, numa sessão rea-lizada no dia 3, o arranque das secções de metalomecânica, a formação pedagógica de formadores, além de acções de qualificação na área da soldadura com certificação internacional.“Vamos realizar este ano 61 acções de formação, em Formação Contínua, Aprendizagem e Formação de Formadores em áreas que pensamos que correspondem às necessidades das empresas e às expectativas dos formandos”, destacou Tiago Vieira.Construções metálicas, electricidade, informática, manutenção industrial, projecto de desenho, organização e gestão industrial, qualidade e ambiente (todos da Formação Contínua), formação de profissionais para formadores, qualidade e ambiente e construções mecânica (Qualificação e Especialização Tecnológica) e construções mecânicas, electricidade e manutenção industrial (Aprendizagem). Em 20 anos de vida o Cenfim avalizou mais de 100 mil formandos no mercado da indústria metalomecânica que compreende cerca de 180 mil activos. “Dos quais 15 mil obtiveram formação inicial e foram qualificados dando sangue novo ao sector, onde cerca de oito mil jovens que passaram pela instituição estão a trabalhar”, revelou o director do Cenfim, Ma-nuel Grilo.Durante este período o Cenfim trabalhou com mais de três mil empresas e, em 1998, obteve a certificação do sistema de qualidade pela norma ISO 9001. Em 2004, foi certificado o sistema de gestão integrada pelas normas 14001 e 18001 o que, para Manuel Grilo, pouco acrescenta à instituição em termos de mercado mas que gera benefícios para as empresas.De acordo com o director do Cenfim, a instituição vai prosseguir a política de ligação a universidades, como acontece com a Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, com vista a prestar apoio às empresas em áreas de desenvolvimento e inovação. A formação modular, adaptando módulos em função dos objectivos dos formandos e da necessidade das empresas, no total de cerca de 600 módulos, irá também ser reforçada, podendo ser lançada, durante 2005, a primeira oferta de formação à distância.
Empresários têm a palavra

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...